Início » Internacional » Em plebiscito simbólico, 81% dos catalães votam pela independência
Espanha

Em plebiscito simbólico, 81% dos catalães votam pela independência

A consulta realizada no último domingo, 9, ignorou a proibição do governo espanhol e fortaleceu o movimento separatista

Em plebiscito simbólico, 81% dos catalães votam pela independência
O presidente da Catalunha, Artur Mas, lidera o movimento separatista (Albert Gea/Reuters)

No último domingo, 9, a população da Catalunha foi às urnas para votar em uma consulta simbólica pela independência da região. Mais de 1,6 milhão de pessoas votaram a favor, o que corresponde a 81% dos 2,25 milhões de eleitores que participaram. No total, a região tem 5,4 milhões de eleitores aptos, porém os movimentos anti-independência boicotaram o plebiscito. A votação gerou atrito com o governo espanhol, que havia proibido o referendo, e fortaleceu a liderança separatista.

Após o resultado, o presidente da Catalunha, Artur Mas, assumiu a responsabilidade pela consulta, que contrariou a proibição do Tribunal Constitucional (TC). Após o pleito, o mandatário pediu a realização de um “plebiscito real” para decidir o futuro do país e afirmou que o resultado lhe dá bases para a reivindicação. O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, afirmou que “a votação não tem efeito algum”.

As cédulas utilizadas na eleição continham duas perguntas: “Deseja que Catalunha seja um Estado?” e “Deseja que seja um Estado independente?”. Ao todo, 80,72% dos eleitores votaram “sim” para as duas questões; 10,11% votaram “sim-não”; 4,55% “não”. O pleito contou com a participação de 40.930 voluntários e teve maioria de independentistas votando.

A Catalunha é uma região da Espanha com histórico de movimentos separatistas, assim como o os Bascos. Outras regiões na Europa também lutam por independência. Recentemente houve plebiscito na Escócia pela separação e a manutenção do país no Reino Unido venceu.

Fontes:
Folha-Catalães votam a favor da independência em consulta simbólica

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *