Início » Internacional » Em referendo, Suíça decide abandonar energia nuclear
TRANSIÇÃO ENERGÉTICA

Em referendo, Suíça decide abandonar energia nuclear

População suíça votou pela substituição gradativa das usinas nucleares por fontes de energia renováveis

Em referendo, Suíça decide abandonar energia nuclear
Pela nova lei, o país não poderá mais construir usinas nucleares (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em um referendo realizado neste fim de semana, os suíços decidiram que o país deverá abandonar, gradualmente, o uso da energia nuclear e substituí-la por fontes de energia renováveis. Foram 1,3 milhão de votos a favor da mudança, contra 940 mil contra.

Pela nova lei, a Suíça país não poderá mais construir usinas nucleares. As cinco usinas existentes no país continuarão funcionando até expirar sua vida útil e o prazo estabelecido de seus respectivos usos com total segurança. A partir daí, deverão ser fechadas.

O projeto aprovado tem como objetivo reduzir as emissões de carbono e fazer com que o país invista em fontes de energia limpas, como eólica, biomassa, solar, entre outras. Para isso, o governo suíço dará bilhões em subsídios para ampliar o uso dessas fontes renováveis, que hoje compõem uma pequena fatia de toda a produção energética do país.

Além de investir em outras fontes, o projeto visa diminuir o consumo de energia per capta no país. A meta é reduzir o consumo em 43% até 2035.

A proposta, no entanto, é cercada de polêmica. Segundo a ministra da Energia Doris Leuthard, a transição energética custará US$ 41 dólares a mais por ano para cada habitante. Já o maior partido do país, o UDC, critica o projeto e alega que, na verdade, o aumento será 80 vezes maior, chegando a US$ 3,2 mil extras para cada residência por ano.

A decisão de abandonar a energia nuclear segue a decisão do governo da Alemanha, tomada em 2011, de fechar suas 17 usinas até 2022. O novo presidente da França Emmanuel Macron também já nomeou um crítico da energia nuclear como seu ministro da Energia.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Nas urnas, Suíça aprova abandono de energia nuclear
Quartz-Switzerland has voted to phase out nuclear power and replace it with renewable energy

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *