Início » Internacional » Empresas de tecnologia da China apostam em carros inteligentes
SETOR PROMISSOR

Empresas de tecnologia da China apostam em carros inteligentes

As três principais empresas de tecnologia chinesas iniciaram uma corrida pela liderança no setor de carros inteligentes e conectados à internet

Empresas de tecnologia da China apostam em carros inteligentes
A Banma assumiu a liderança com o sistema operacional do modelo Roewe RX5 (Foto: Divulgação/Roewe)

Ao longo dos últimos cinco anos as três maiores empresas de tecnologia da China, a Alibaba, a Baidu e a Tencent, competiram pela liderança no ramo de aplicativos para smartphones. Agora, as gigantes do setor voltam as atenções para outro mercado promissor: o dos carros inteligentes e conectados à internet.

Tais veículos, apelidados de smartphones sobre rodas, prometem ser a nova grande disputa do mercado automotivo. A Banma, uma joint venture entre da Alibaba com a montadora de Xangai SAIC, assumiu a liderança na produção de sistemas operacionais para carros inteligentes, ramo que inclui telas sensíveis ao toque e mapas GPS, funções normalmente encontradas em smartphones.

O software desenvolvido pela Banma, o AliOS, foi incluído no Roewe RX5 um modelo SUV, lançado em junho do ano passado como o primeiro carro inteligente do mundo. Desde então, as vendas do carro dispararam, fazendo dele o sexto mais vendido na China. Segundo uma pesquisa de satisfação, 75% dos que compraram o carro afirmaram que foram motivados por tecnologias oferecidas pelo veículo, como uma grande tela sensível ao toque e o próprio sistema operacional.

Em entrevista ao Financial Times, o chefe executivo da Banma, Alex Shi, adiantou que a empresa planeja em breve investir em outros softwares para o carro não relacionados à direção, como aplicativos para compras e entretenimento. “Talvez de forma tão significativa quanto os atuais aplicativos de smartphones que não são relacionados a ligações”, diz Shi.

Já a rival da Banma, a Tencent, anunciou no mês passado uma joint venture com a Guangzhou Automobile Group Company para a produção de carros inteligentes. Em um movimento similar ao da concorrente, a Tencent mostra que há espaço para disputa no setor. Especialmente na China, onde os motoristas são amplamente conectados.

Segundo uma pesquisa da consultora McKinsey, a conectividade é um elemento essencial e decisivo para os consumidores chineses. “Os consumidores chineses são mais conectados que seus homólogos na Europa e nos EUA, portanto a conectividade no carro é uma extensão natural de sua conectividade cotidiana”, diz um relatório da consultora.

Segundo o levantamento, 75% dos chineses entrevistados afirmaram que estariam dispostos a trocar uma montadora por outra em prol da conectividade, em comparação com 37% de americanos e 19% de alemães que deram a mesma resposta.

Fontes:
Financial Times-China’s tech titans set sights on car innovation

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Markut disse:

    A ênfase dada à conectividade não pode ser maior do que tudo o que se refira à dependência das energias não poluentes, para movimentar o veículo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *