Início » Internacional » Entra em vigor no Japão polêmica lei que legaliza cassinos
JOGOS DE AZAR

Entra em vigor no Japão polêmica lei que legaliza cassinos

Oposição diz que abertura de cassinos pode reativar o problema da ludopatia (dependência ao jogo) no país

Entra em vigor no Japão polêmica lei que legaliza cassinos
(Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma controversa lei que legaliza a abertura de cassinos entrou em vigor nesta segunda-feira, 26, no Japão. A medida, impulsionada pelo Partido Liberal-Democrata, do premier Shinzo Abe, tem a rejeição majoritária da oposição.

Leia também: Cassinos se reinventam para conquistar a nova geração
Leia também: Os jogos de azar devem ser legalizados no Brasil?
Leia também: O ‘quase ganhar’ pode ser o grande vilão do vício em jogos

Com a nova lei, serão permitidos jogos de azar em cassinos de hotéis e complexos de lazer. A oposição considera que a abertura de cassinos pode reativar o problema da ludopatia (dependência ao jogo) no país e também colocar em risco a segurança pública.

O governo agora vai ampliar a legislação para implementar a norma e também visando enfrentar os problemas associados aos cassinos, incluindo a dependência ao jogo e a participação do crime organizado nos negócios.

A legislação japonesa proíbe, de forma geral, apostas e jogos de azar. Cabe exceções nos casos de corridas de cavalos e esportes a motor, além de loterias administradas por governos locais.

O governante Partido Liberal-Democrata argumenta que a legalização dos cassinos visa atrair mais visitantes estrangeiros além de fomentar a despesa deles no Japão. A medida também está incluída em um projeto de promoção do turismo no país.

Fontes:
G1 - Lei que legaliza cassinos entra em vigor no Japão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carlos U Pozzobon disse:

    Enquanto isso, o Brasil continua com o monopólio da jogatina nas mãos da Caixa Econômica Federal. Produzindo bilhões de lucros anualmente, e com capacidade de cooptar deputados e senadores na distribuição de verbas para o esporte, ninguém pensa em turismo e nas consequências de uma entrada massiva de capital do exterior, na criação de empregos e no subsídio a músicos e artistas. Os bingos já tinham redesenhado alguns bairros das grandes cidades, mas foram sufocados pela moralidade de um dos Congressos mais corruptos do mundo no momento em que a corrupção triunfava no apoio ao governo petista. Por razões que só um povo cujos ancestrais encontram-se imersos em uma névoa sinistra possui uma Igreja que se esmera em fazer oposição aos cassinos, como se fossem templos de perdição, aglutinando uma feroz oposição a tais empreendimentos, mas cujos integrantes nunca criticaram, porque provavelmente façam uso, dos estabelecimentos de Las Vegas, Atlantic City ou Punta del Este.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *