Início » Gráfico » Erupção cria ilha vulcânica em Tonga
Gráfico

Erupção cria ilha vulcânica em Tonga

Com menos de 2 quilômetros de comprimento e 100 metros acima da superfície da água, se a ilha tiver uma vida longa o suficiente para merecer um nome, o rei de Tonga irá escolhê-lo

Erupção cria ilha vulcânica em Tonga
Tonga é um arquipélago no sul do Pacífico, que conta com mais de 170 ilhas (Reprodução/Fiji Vacations)

Uma erupção vulcânica que começou em meados de dezembro, 65 quilômetros a noroeste de Nuku’alofa, a capital de Tonga, e interrompeu os voos de acesso a esse arquipélago no Pacífico durante diversos dias, terminou. A erupção criou a mais nova ilha do mundo e a 177ª ilha desse arquipélago polinésio. Se a ilha tiver uma vida longa o suficiente para merecer um nome, o rei de Tonga irá escolhê-lo. Com menos de 2 quilômetros de comprimento e 100 metros acima da superfície da água, aparentemente foi formada por cinzas vulcânicas, em vez de lava solidificada (uma tentativa de aterrissar na ilha em 24 de janeiro para examiná-la melhor foi frustrada pelas ondas no oceano). Por esse motivo, talvez não tenha uma longa duração.

As ilhas vulcânicas que têm uma vida mais longa constituem um valioso material de pesquisa. Cientistas usaram Surtsey, uma ilha que surgiu ao largo da costa da Islândia (também uma ilhavulcânica) em 1963, para estudar o povoamento e a exploração da terra virgem por animais e plantas. Desde a criação de Surtsey, o magma e gases vulcânicos lançados por pelo menos dez vulcões submersos à superfície do oceano criaram novas ilhas. A maioria é pequena e logo sofre um processo de erosão. Novas ilhas podem estender os direitos territoriais marítimos de um país. De acordo com as cláusulas da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, os países podem reivindicar direitos de pesca, navegação e mineração em uma área a 370 quilômetros de distância de sua costa. Um país que esteja reivindicando a posse de uma nova ilha ao largo de sua costa, pode usá-la também como base para uma nova reivindicação territorial offshore.

ilha

Os círculos vermelhos mostram as ilhas vulcânicas que ainda sobrevivem (Reprodução/ The Economist)

Niijima, uma ilha vulcânica que surgiu a 1.000 quilômetros ao sul de Tóquio em 2013, no início parecia que iria desaparecer logo depois devido à erosão. Porém continuou a aumentar e no ano passado uniu-se a uma ilha vulcânica mais antiga, Nishinoshima. Essa massa de terra ainda está aumentando. Assim que se estabilizar, e ao que parece terá uma vida longa, o Japão poderá fazer uma nova reivindicação. A erosão costeira e o aumento dos níveis do mar em geral provocam o desaparecimento de ilhas. Mas, às vezes, também criam.

 

Fontes:
The Economist-From the depths

2 Opiniões

  1. jan disse:

    Obviamente a foto não é dessa ilha, isso deveria ser avisado. Estou curioso para ver foto real da ilha.

  2. jan disse:

    100 mts acima do nivel do mar me parece muita coisa para uma ilha com chance de não persistir.
    É isso mesmo?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *