Início » Internacional » Escândalo envolvendo vacinas defeituosas gera furor na China
PADRÕES VIOLADOS

Escândalo envolvendo vacinas defeituosas gera furor na China

Investigação aponta que milhares de crianças no país podem ter recebido vacinas com padrões violados por parte de empresa produtora

Escândalo envolvendo vacinas defeituosas gera furor na China
É o terceiro escândalo envolvendo a produção de vacinas na China desde 2010 (Foto: Flickr/PAHO)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A indignação tomou conta da China nesta segunda-feira, 23, após a revelação de que milhares de crianças podem ter recebido vacinas defeituosas capazes de comprometer a imunização.

Uma investigação do governo apontou que a Changchun Changsheng, uma grande produtora de vacinas sediada no nordeste da China, violou os padrões na fabricação de pelo menos 250 mil doses de vacina contra raiva, que é endêmica em algumas regiões da China, e outras doenças.

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, divulgou um comunicado afirmando que a Changsheng “violou uma linha moral” e prometeu “reprimir de forma resoluta as violações que coloquem em perigo a segurança pública”. A Changsheng foi obrigada a suspender a produção e a recolher as vacinas.

Embora não haja relatos de mortes ou problemas associados às vacinas, pais e mães por todo o país exigiram uma ação do governo. A indignação resultou em uma onda de críticas online – algo incomum na China. Nesta segunda-feira, uma hashtag sobre o escândalo recebeu dezenas de milhares de visualizações no Weibo, uma popular rede social do país.

Trata-se do terceiro escândalo envolvendo a produção de vacinas na China desde 2010. No mais recente, ocorrido em outubro do ano passado, a mesma empresa foi condenada a interromper a produção de uma vacina combinada para a difteria, coqueluche e tétano, cujo lote foi posteriormente apontado como defeituoso.

Segundo noticiou o New York Times, o escândalo atual mina os esforços do presidente chinês, Xi Jinping, para restaurar a confiança no setor farmacêutico da China, num momento que o país luta para se tornar um líder na produção de medicamentos.

 

Leia também: Os reflexos do escândalo do leite na China

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *