Início » Cultura » Esportes » Escândalos podem ajudar a moralizar o mundo dos esportes
Ligação com o dinheiro

Escândalos podem ajudar a moralizar o mundo dos esportes

O dinheiro corrompe, mas os escândalos como o da Fifa podem ajudar a moralizar o mundo dos esportes

Escândalos podem ajudar a moralizar o mundo dos esportes
Os esportes têm três esquemas de corrupção (Foto: Pixabay)

Os fãs de esportes adoram se queixar que o dinheiro tem uma influência corrupta em seus esportes favoritos. E o escândalo da Fifa mostrou que eles estão certos. Na opinião insistente dos organizadores das Olimpíadas, os atletas são modelos de virtudes como perseverança e espírito de equipe. Mas no mundo real o esporte tem uma ligação indissolúvel com o dinheiro. Além disso, a tendência que os puristas criticam, a de transformar os supostos esportes inocentes em grandes negócios, proporciona uma excelente proteção contra a má-fé.

Os esportes têm três esquemas de corrupção: a fraude para vencer (como doping), a manipulação do resultado de uma competição esportiva (um resultado com um acordo prévio) e o marketing esportivo (subornos para a divulgação de produtos e serviços direcionados aos consumidores que, de certa forma, se relacionam direta ou indiretamente com o esporte). O primeiro esquema, infelizmente, é uma prática difundida e quase impossível de ser eliminada. Os atletas competitivos querem sempre se superar e as substâncias químicas utilizadas para melhorar o desempenho deles dificilmente são detectadas pelo exame antidoping. Os outros dois esquemas são menos disseminados, porque resultam de uma má administração e são um pouco mais fáceis de combater.

Os acordos prévios que definem os resultados das competições esportivas desapareceram da memória dos fãs ocidentais desde o escândalo dos “Black Sox” em 1919, quando jogadores de beisebol americanos deixaram que o time adversário conquistasse o título de campeão em troca de dinheiro. Mas em grande parte da Ásia essa prática tornou-se endêmica. As competições esportivas legais são cada vez mais frequentes no mundo inteiro e as apostas ilegais movimentam grandes somas de dinheiro. E parte desse dinheiro destina-se à conta bancária dos jogadores.

Fontes:
The Economist - Corruption beyond FIFA: Good money, bad money

1 Opinião

  1. ney disse:

    Quando o FBI, bater na porta da emissora de TV do Brasil que sempre ganha o direito de transmitir os jogos para O Brasil, vai ser bom!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *