Início » Internacional » Escravidão moderna atinge 40 milhões de pessoas no mundo
LEVANTAMENTO

Escravidão moderna atinge 40 milhões de pessoas no mundo

Levantamento mostra que a escravidão moderna ainda é uma realidade mundial

Escravidão moderna atinge 40 milhões de pessoas no mundo
As principais vítimas são mulheres e crianças (Fonte: Reprodução/Getty Images/AFP)

Um levantamento divulgado nesta terça-feira, 19, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) revela que a escravidão moderna ainda é uma realidade mundial.

Leia também: O sistema moderno de escravidão na Itália

De acordo com os dados da ONU e da OIT, 40 milhões de pessoas em todo o mundo ainda são vítimas da escravidão. Além disso, outras 152 milhões de crianças são obrigadas a trabalhar.

As principais vítimas são mulheres e crianças, representando 71% das pessoas em situação de escravidão no mundo, ou quase 29 milhões.

Do total de pessoas em condições de escravidão, 16 milhões trabalham como domésticas, na construção civil ou na agricultura.

O levantamento mostra ainda que uma a cada quatro vítimas da escravidão é menor de idade, totalizando cerca de 10 milhões de crianças. Deste total, 5,7 milhões são obrigadas a se casar. Em relação ao trabalho infantil, o principal empregador é a agricultura.

O diretor-geral da OIT, Gui Ryder, ressaltou que o mundo não vai atingir suas metas de desenvolvimento sustentável enquanto não aumentar de forma significativa os esforços para lutar contra a escravidão moderna.

Fontes:
Uol - Escravidão atinge 40 milhões de pessoas no mundo, dizem ONU e OIT

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Natanael Ferraz disse:

    Adoro levantamentos.
    Principalmente os da ONU e OIT. Por gentileza, alguém avisa a esses senhores que a escravidão da era moderna acabou em 1888, no Brasil, o último país a aboli-la. A que existe hoje (se é que existe) é CONTEMPORÂNEA.

  2. Markut disse:

    “Grande e extranho é o mundo”, “conduzido” pela inamovivel índole deste bípede implume, que somos todos nós, os humanos.
    Urge um “recall”, a ser convocado pelo Criador, a fim de permitir que o humano deixe de ser “o animal que se tornou um deus” (Yuval Noah Harari- Sapiens- Breve história da Humanidade) e atinja o almejado “uber mensch” nietzschiano.

  3. laercio disse:

    Século XXI, enganadores e enganados…
    Quarenta milhões de pessoas é a síntese do desconhecimento da pesquisa!
    Só no Brasil mais da metade da população vive em condições de escravidão! Dúvidas? Consulte o dicionário e veja o que significa escravidão.
    Dependendo das circunstâncias a escravidão pode ser considerada uma “anomalia contemporânea” ou um genocídio…
    No Brasil a democracia exerce uma das formas mais cruéis de escravidão sobre seu próprio povo, algo do tipo personificação de câncer psicológico, ou seja, convencem você a acreditar no que não existe!
    Vá as ruas, vejam como as pessoas estão vivendo; são todos tristes, como zumbis… Ficam seis horas de pé dentro de transportes de massas, são assediados 80% do tempo o qual estão trabalhando, pagam impostos duplos uma vez que são obrigados a contratar os serviços que já são pagos, através de impostos, para os governos, tem um salário mínimo que não paga 35% das despesas o qual foi destinado a cobrir…
    Um país gigante, com luz solar, sem incidentes naturais, tem o povo tratado como gado… Certamente a escravidão no Brasil continua e é equivalente ao nazismo pelo grau de astúcia praticada

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *