Início » Internacional » Espanha pode acabar com privilégios judiciais de políticos
REFORMA CONSTITUCIONAL

Espanha pode acabar com privilégios judiciais de políticos

Governo espanhol vai propor ao Congresso uma reforma constitucional, que já pode entrar em vigor em 60 dias

Espanha pode acabar com privilégios judiciais de políticos
Governo espanhol quer deixar o país mais estável (Foto: SubtlePanda/Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, afirmou nesta segunda-feira, 17, que pretende promover uma reforma constitucional durante o seu mandato. Entre as mudanças, Sánchez pretende retirar diferentes privilégios judiciais de políticos.

Segundo a agência de notícias Reuters, uma das principais preocupações é uma proteção judicial a políticos que responderiam a acusações de corrupção – algo similar ao foro privilegiado no Brasil.

De acordo com o pronunciamento do primeiro-ministro, que completa 100 dias de governo nesta segunda-feira, a proposta da reforma constitucional será encaminhada para o Congresso. Se tudo correr como o planejado, deve entrar em vigor em 60 dias.

“A Espanha é união, diversidade, pluralidade e coesão, tanto nos custou a aprender que não podemos esquecer agora”, afirmou o premiê, segundo destacou o jornal espanhol La Razón.

Além de falar sobre a reforma constitucional, Pedro Sánchez destacou ainda que deseja dar mais projeção internacional para o país, liderando uma batalha para deixar a Europa mais unida.

Fontes:
Reuters-Spain plans to reform constitution to strip politicians of judicial privileges
La Razon-Pedro Sánchez propone reformar la Constitución para suprimir los aforamientos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *