Início » Cultura » Estado francês nega pedido de nacionalidade baseado em religião de requerente
França e Islamismo

Estado francês nega pedido de nacionalidade baseado em religião de requerente

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A França, que tem seis milhões de muçulmanos e constituição laica, proibiu, em 2004, o uso do véu muçulmano nas escolas e outros prédios públicos do país. Hoje, o uso da burca vem sendo considerado "incompatível" com os valores franceses.

Em 2005, uma jovem marroquina casada com um cidadão francês teve seu pedido de nacionalidade francesa negado por "falta de assimilação". Agora, o Conselho de Estado francês rejeitou seu recurso, sob a justificativa de que ela "adotou uma prática radical de sua religião, incompatível com os valores essenciais da comunidade francesa, e particularmente com o princípio da igualdade sexual".

Esta foi a primeira vez que o tribunal francês recusou um pedido de nacionalidade baseado na religião do requerente. A decisão vem sendo bem recebida na França. A ministra das Cidades francesa, Fadela Amara, que é de origem argeliana, disse que a burca é uma prisão.

Fontes:
Economist - France and Islam: A burqa barrier

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *