Início » Internacional » Estado Islâmico celebra vitória de Donald Trump
RESPALDO JIHADISTA

Estado Islâmico celebra vitória de Donald Trump

Grupo diz que a eleição de Trump vai semear a divisão nos EUA e expor o ódio dos americanos contra muçulmanos

Estado Islâmico celebra vitória de Donald Trump
Grupo diz que retórica separatista de Trump abre caminho para 'batalhas sangrentas e caos' (Foto: Youtube)

Jihadistas do Estado Islâmico (Isis) comemoraram a vitória de Donald Trump nas eleições americanas, afirmando que ela vai semear a divisão e expor o ódio e o preconceito do Ocidente em relação aos muçulmanos.

O respaldo do grupo extremista a Trump revela o temor de que a retórica separatista de Trump e sua intenção de banir muçulmanos de entrar nos EUA fortaleçam grupos radicais, que têm como bandeira o argumento de que o Ocidente busca destruir o islamismo e declarar guerra a seus adeptos.

Tais ideias têm sido o cerne da propaganda do Isis e a vitória de Trump oferece a oportunidade de atrair mais jovens para áreas controladas pelo grupo ou iniciar lutas em territórios estrangeiros.

“A vitória de Trump é um passo importante em direção à vitória sunita. Há muito tentamos explicar que a guerra não é contra o terrorismo, mas contra os sunitas. E os mujahideen (como o grupo chama seus combatentes) estão na linha de frente. A estratégia americana não vai mudar muito, o que mudou é o fato de que agora a guerra é aberta e não secreta, e isso é bom”, disse Abdullah al-Muhaisny, uma das lideranças do Isis na Síria, em sua página no Twitter.

Segundo Muhaisny, a vitória de Trump pavimenta o caminho para “batalhas sangrentas e um grande caos”. O jihadista disse ainda ter esperanças de que a estratégia de “exclusão e esmagamento de oponentes” do presidente eleito gere uma grande divisão na população americana.

O discurso foi respaldado por Abu Muhammad al-Maqdisi, uma figura intelectual central da Al Qaeda que já dividiu uma cela com o fundador do Isis, Abu Mus’ab al-Zarqawi. Maqdisi disse esperar que a eleição de Trump leve os Estados Unidos à ruína.

“Trump expõe a verdadeira mentalidade dos americanos e seu racismo contra muçulmanos, árabes e tudo. Ele apenas revela o que seus predecessores estavam escondendo”, disse Maqdisi, em sua página no Twitter.

Fontes:
The Guardian-'Bloody battles and great chaos': Islamist extremists welcome Trump's victory

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Há muito tempo que muçulmanos, judeus e cristãos estão esperando o “armagedon”; dizem que é por essa época, pode ser agora.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *