Início » Internacional » Estado Islâmico circula lista de preços para escravos sexuais
Exploração sexual

Estado Islâmico circula lista de preços para escravos sexuais

Mulheres e crianças capturadas pelo grupo fazem parte da lista

Estado Islâmico circula lista de preços para escravos sexuais
Bangura disse que a comunidade internacional e as Nações Unidas têm se surpreendido com essa prática, porque ela não se assemelha com a de outros países (Foto: Wikimedia)

Quando a representante especial do Secretário Geral das Nações Unidas sobre a violência sexual em zonas de conflito, Zainab Bangura, viajou para o Iraque em abril, ela recebeu uma cópia de um panfleto do Estado Islâmico, que continha uma lista de preços. Esta é uma lista de preços de escravos sexuais de mulheres e crianças capturadas pelo grupo.

Apesar da autenticidade do panfleto estar sob questão, Bangura disse que verificou e que ele realmente reflete na realidade. Acredita-se que a lista tenha surgido há oito meses.

“As meninas são vendidas como barris de petróleo”, disse Bangura, em uma entrevista na semana passada em Nova York. “Uma menina pode ser vendida e comprada por cinco ou seis homens diferentes. Às vezes, esses militantes vendem as meninas de volta para suas famílias por um resgate de milhares de dólares.”

Para os combatentes do Estado Islâmico, os preços para meninos e meninas entre um e nove anos custam o equivalente a US$ 165 ou cerca de R$ 570, segundo Bangura. Já o preço para jovens mulheres é de US$ 124, ou cerca de R$ 430.

Primeiro, os líderes do grupo tomam aqueles que desejarem, depois os ricos da região são autorizados a ofertar milhares de dólares, disse Bangura. Aqueles que permanecem, em seguida, são oferecidos aos combatentes do grupo pelos preços listados.

Bangura disse que a comunidade internacional e as Nações Unidas têm se surpreendido com essa prática, porque ela não se assemelha com a de outros países.

“Eles têm uma máquina, eles têm um programa”, disse ela. “Eles têm um manual de como você deve tratar essas mulheres. Eles têm uma agência matrimonial que organiza todos estes ‘casamentos’ e a venda de mulheres. Eles têm uma lista de preços”.

 

 

Fontes:
Bloomberg-Islamic State Circulates Sex Slave Price List

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *