Início » Internacional » Estado Islâmico reivindica atentado no Sri Lanka
ATENTADO NA PÁSCOA

Estado Islâmico reivindica atentado no Sri Lanka

Número de mortos chegou a 321 nesta terça-feira, 23. Ao todo, 40 pessoas já foram detidas para interrogatório

Estado Islâmico reivindica atentado no Sri Lanka
Investigações apontam que explosões foram realizadas por grupos locais (Foto: St.Sebastian's Church, Katuwapitiya, Negombo, Sri Lanka/Facebook)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Estado Islâmico (Isis) reivindicou, nesta terça-feira, 23, a autoria das explosões que mataram 321 pessoas no último domingo, 21, no Sri Lanka. O comunicado, divulgado pela agência de notícias do Isis, porém, não esclareceu se os responsáveis tinham ligação direta com o grupo ou apenas atendiam a um chamado.

Isso porque, o Isis tem convocado os muçulmanos a retaliarem igrejas em resposta aos ataques às mesquitas em Nova Zelândia, que provocou a morte de 50 pessoas. O ministro da Defesa do Sri Lanka, Ruwan Wijewardene, confirmou que as investigações preliminares apontam que as explosões nas igrejas e hotéis foram uma retaliação ao ocorrido na Nova Zelândia.

Ademais, Wijewardene afirmou que as investigações apontam que dois grupos radicais islâmicos, o National Thowheeth Jama’ath e o Jammiyathul Millathu Ibrahim, realizaram os ataques. As autoridades acreditam que ambos os grupos tiveram auxílio do exterior. Na manhã desta terça-feira, o ministro revelou que pediu ao governo que os grupos sejam proibidos e listados como terroristas.

Até o momento, 40 pessoas foram presas pelas autoridades. O governo declarou “lei de emergência”, o que permite que a polícia detenha suspeitos sem a necessidade de mandados. Apesar de detidos, nem todos os suspeitos foram acusados.

Parte dos funerais e enterros estão sendo realizados nesta terça-feira. Por isso, o governo do Sri Lanka declarou um dia de luto nacional, com as bandeiras ficando abaixadas e minutos de silêncio sendo respeitados. Muitos jornais locais também homenagearam as vítimas. O Daily Mirror, por exemplo, imprimiu uma capa totalmente preta com a frase: “Em memória de todos aqueles que perderam suas vidas em 21.04.2019″.

Fontes:
The New York Times-Sri Lanka Bombings Live Updates: ISIS Claims Responsibility for Attacks
The Guardian-Islamic State claims responsibility for Sri Lanka bombings

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *