Início » Internacional » Estímulo e compras
Economia americana

Estímulo e compras

Maior parte do dinheiro com o qual os EUA reforçam o bolso dos consumidores vai parar nas mãos de credores e nas poupanças, ou ainda nos caixas dos supermercados e nos postos de gasolina — por causa das altas dos alimentos e do petróleo.

O Congresso norte-americano aprovou em fevereiro o pacote de estímulo fiscal ao consumo, prometendo US$ 600 de devolução do imposto de renda para cada contribuinte, mais US$ 300 relativos a cada criança dependente. Previu-se um aumento do PIB de 0,8% a 3%, em termos anualizados, no trimestre que começou em abril, quando o governo quando o governo começou a distribuir os cheques.

Mas pesquisas vêm indicando que os norte-americanos pretendem gastar apenas algo entre 20% e 40% do dinheiro do incentivo em compras, preferindo usar a maior parte para pagar dívidas ou depositar em poupanças.

Fontes:
Economist - The economy -- Stimulus and shopping

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Dorival Silva disse:

    Que ação interessante e prática. Precisa estimular a economia, manda um cheque para cada contribuinte. Aqui o governo ia passar uma lei de incentivos fiscais, criar um ministério das compras, dar emprego para mais alguns mil Petistas, etc.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *