Início » Internacional » EUA abandonam programa de treinamento de rebeldes na Síria
COMBATE AO ISIS

EUA abandonam programa de treinamento de rebeldes na Síria

Pentágono admite que a estratégia de treinar rebeldes contra o Estado Islâmico na Síria não surtiu efeito

EUA abandonam programa de treinamento de rebeldes na Síria
Secretário de Defesa dos EUA, Ashton B. Carter, disse que 'não estava satisfeito com o programa' (Foto: Glenn Fawcett/Joint Chiefs of Staff)

O governo americano encerrou um programa de US$ 500 milhões destinado a treinar e equipar rebeldes sírios para que eles combatessem alvos do Estado Islâmico na Síria. A informação foi dada nesta sexta-feira, 9, pelo Pentágono, em reconhecimento de que a estratégia não surtiu o efeito planejado.

No Reino Unido, o secretário de Defesa dos EUA, Ashton B. Carter, disse que “não estava satisfeito com os resultados do programa”. “Nós elaboramos um número de diferentes abordagens. Acho que se ouvirá muito pouco de Obama sobre o programa”, disse Carter, em uma conferência com o secretário de Defesa britânico, Michael Fallon, para discutir a guerra na Síria.

Um alto funcionário do Departamento de Defesa dos EUA disse ao New York Times, em condição de anonimato, que foi encerado o recrutamento e treinamento de rebeldes moderados no Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. Em vez disso, será aberto um centro de treinamento na Turquia onde outro grupo, muito menor e composto por rebeldes de oposição sírios, será treinado em ações operacionais, como a orientação de ataques aéreos.

O fim do programa oficializa o que muitos oficiais do Pentágono e parlamentares americanos já esperavam. Há semanas eles afirmam que o programa acabaria a qualquer momento, principalmente após a revelação de que em setembro foram treinados apenas cerca de cinco rebeldes, número muito abaixo do previsto no programa, que esperava treinar até 5.400 rebeldes este ano e mais 15 mil nos próximos três anos.

Fontes:
The New York Times-Obama Administration Ends Pentagon Program to Train Syrian Rebels

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo Dabés Filho disse:

    Todo mundo sabe que os EEUU querem a derrubada da dinastia Assad na Síria e a Rússia tem posição literalmente contrária. A verdade verdadeira é que os EEUU estavam treinando apenas rebeldes contra o governo sírio. Com a entrada da Rússia no conflito, a pretexto de combater o “Estado Islâmico”, mas atacando de fato apenas os rebeldes anti-governo só haviam duas possibilidades para os EEUU: aceitar o confronto com os russos ou sair sob um pretexto qualquer. Preferiu a segunda opção. Só isto e o resto é blá blá blá…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *