Início » Internacional » EUA acusarão chefe da Guarda Nacional da Venezuela de narcotráfico
INVESTIGAÇÃO NOS EUA

EUA acusarão chefe da Guarda Nacional da Venezuela de narcotráfico

Segundo fontes da Reuters e do 'New York Times', Néstor Reverol é suspeito de fornecer informações a traficantes sobre incursões antidrogas e de frear as investigações

EUA acusarão chefe da Guarda Nacional da Venezuela de narcotráfico
O chavista Néstor Reverol atuou como chefe da agência antidrogas da Venezuela (Foto: Divulgação/PSUV)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Procuradores nos Estados Unidos se preparam para anunciar a abertura de um processo contra o chefe da Guarda Nacional da Venezuela, Néstor Reverol, por seu suposto envolvimento com o narcotráfico. De acordo com informações obtidas pela agência Reuters, Reverol, ex-chefe da agência antidrogas venezuelana, será acusado de fornecer informações aos traficantes sobre incursões antidrogas e de frear as investigações. As alegações contra Reverol, juntamente com Edilberto Molina, outro ex-funcionário da unidade antidrogas na Venezuela, em breve serão enviadas para o Tribunal Distrital Federal no Brooklyn, Nova York.

Segundo uma fonte do jornal New York Times, Reverol recebeu pagamentos de organizações criminosas para regularmente alertá-los sobre incursões antidrogas. Néstor Reverol pessoalmente “travou ou dificultou investigações” dos traficantes de drogas, fornecendo informações valiosas que permitiam ao narcotráfico operar no país com impunidade, disse a fonte.

O indiciamento é parte de uma série de acusações feitas por procuradores americanos contra pessoas influentes na Venezuela por envolvimento no tráfico de drogas. Além disso, o governo de Caracas também é acusado por investigadores americanos de corrupção. O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nega as acusações e afirma que elas fazem parte de um plano americano para derrubar o governo do país.

Néstor Reverol e Edilberto Molina não comentaram o processo.

Casos anteriores

Outros nomes influentes do governo venezuelano também já tiveram seus nomes associados ao narcotráfico pela Justiça americana. No início deste ano, funcionários do governo americano afirmaram que estavam investigando Diosdado Cabello, chefe da Assembleia Nacional e braço direito de Maduro. O inquérito dizia que Cabello está ligado ao carregamento de drogas para os Estados Unidos. Cabello nega qualquer ligação com traficantes.

Em novembro, procuradores federais em Manhattan indiciaram dois sobrinhos de Cilia Flores, esposa de Nicolás Maduro. Eles foram acusados de transportar 800 kg de cocaína para os Estados Unidos e foram presos no Haiti.

Fontes:
New York Times-Venezuelan Official Is Said to Be Charged in Drug Case in U.S. Court
Reuters - US to charge Venezuela´s National Guard Chief with drug trafficking

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    A Guarda Nacional da Venezuela é a “guarda pretoriana” do regime. Lembra a Waffen-SS do Hitler e a Gestapo do partido nazista. Tanto que o projeto bolivariano de poder inclui se estabelecer em toda a América latina. Seus líderes são traficantes de armas e drogas e agem em conluio com as FARC-EP.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *