Início » Internacional » EUA aplicam novas sanções visando a Coreia do norte
INTERNACIONAL

EUA aplicam novas sanções visando a Coreia do norte

Americanos sancionaram empresas da China e da Rússia, acusadas de facilitarem o programa nuclear da Coreia do Norte

EUA aplicam novas sanções visando a Coreia do norte
Medida pode aumentar a tensão entre os países (Foto: Pixabay)

Os EUA anunciaram, nesta quinta-feira, 13, novas sanções sobre duas empresas sediadas na China e na Rússia. As empresas são acusadas de facilitar o programa nuclear da Coreia do Norte. As novas medidas foram reveladas às vésperas da nova cúpula intercoreana, que começa na próxima terça-feira, 18.

As novas sanções do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos visam a receita do governo da Coreia do Norte conseguida através dos profissionais norte-coreanos de Tecnologia da Informação (TI), que trabalham no exterior. Além das empresas, um cidadão norte-coreano também foi sancionado.

Segundo a agência de notícias estatal Yonhap, a chinesa Silver Star, que seria “administrada e controlada pelos norte-coreanos”, e a russa Volasys Silver Star, presidida pelo norte-coreano Jong Song-hwa, foram sancionadas. Jong também recebeu sanções.

“Essas ações têm como objetivo impedir o fluxo de receita ilícita para a Coréia do Norte de trabalhadores de tecnologia da informação disfarçando suas verdadeiras identidades e se escondendo atrás de empresas de fachada, pseudônimos e cidadãos de terceiros”, afirmou Steven Mnuchin, secretário do Tesouro dos EUA, através de um comunicado.

As novas sanções ocorrem em um momento de instabilidade. Os EUA, recentemente, intensificaram a guerra comercial com a China, se afastaram diplomaticamente da Coreia do Norte – cancelando, inclusive, viagens e novas conversas – e seguem enfrentando a tensão política com a Rússia.

 

Leia também: Kim Jong-un reforça desejo de consolidar laços com a China

Fontes:
Yonhap-U.S. announces fresh sanctions over N.K. nuclear program

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *