Início » Internacional » EUA criticam decisão do Irã sobre urânio
TENSÃO DIPLOMÁTICA

EUA criticam decisão do Irã sobre urânio

Irã anunciou a injeção de urânio em forma de gás em centrífugas, pressionando países europeus e afastando o país do acordo nuclear assinado em 2015

EUA criticam decisão do Irã sobre urânio
Na última segunda-feira, 4, mais nove iranianos foram alvos de sanções (Foto: Andrea Hanks/White House)

Os Estados Unidos prometeram não retroceder e continuar pressionando o Irã depois que o país anunciou que vai voltar a injetar urânio forma gasosa em centrífugas. A ação do Irã pressiona os europeus e afasta o país ainda mais do Plano de Ação Global Comum.

A crítica dos Estados Unidos foi feita pela porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Morgan Ortagus, que reforçou que a ação do Irã vai na direção contrária do acordo nuclear. Ademais, Ortagus garantiu que Washington vai continuar pressionando o Irã, inclusive através de sanções, para que o país recue.

Pelo menos nove iranianos próximo ao líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei, foram alvos de sanções do governo dos Estados Unidos na última segunda-feira, 4.

Para analistas internacionais, os EUA estão se esforçando ao máximo para fazer com que o Irã volte às negociações para que um acordo, que substitua o pacto nuclear firmado em 2015, seja negociado.

Em 2018, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o país do acordo nuclear, o que começou a deteriorar o pacto. No início de julho deste ano, o Irã já havia ultrapassado o limite de urânio enriquecido. Poucos dias depois, o país anunciou uma nova violação ao pacto.

Leia mais: Os efeitos da saída dos EUA do acordo nuclear com o Irã

Fontes:
Agência Brasil-EUA criticam retomada de enriquecimento de urânio no Irã

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *