Início » Internacional » EUA e coalizão árabe bombardeiam alvos do Estado Islâmico na Síria
Ataques contra jihadistas

EUA e coalizão árabe bombardeiam alvos do Estado Islâmico na Síria

Ataques no norte da Síria mataram 20 membros do Estado Islâmico e 50 do grupo radical Frente al-Nusra, uma filial da Al Qaeda. Jihadistas prometeram resposta

EUA e coalizão árabe bombardeiam alvos do Estado Islâmico na Síria
Ataques destruíram bases de treinamento e armazenamento de suprimentos usados pelos jihadistas (Reprodução/Internet)

A aliança formada pelos EUA com países árabes atacou pela primeira vez posições do Estado Islâmico na Síria na madrugada desta terça-feira, 23. Segundo informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos, o ataque matou pelo menos 20 jihadistas do grupo no norte do país.

Leia mais: EUA iniciam plano de modernização nuclear orçado em US$ 1 trilhão
Leia mais: Forças curdas começam a receber treinamento ocidental
Leia mais: Arábia Saudita: os outros degoladores

Os alvos dos bombardeios foram as cidades de Deir al-Zor e Raqqa, principal reduto do Estado Islâmico na Síria. Os ataques destruíram bases de treinamento e armazenamento de suprimentos usados pelos jihadistas.

Também foram atacadas as cidades de Aleppo e Idlib, norte da Síria, onde estão localizadas bases do grupo radical Frente al-Nusra, uma ramificação da Al Qaeda. De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, 50 membros do grupo morreram no bombardeio. Alvos do grupo Khorasan, outra ramificação da Al Qaeda, também foram atacados, mas ainda não há informações sobre a ação. Moradores das cidades atingidas iniciaram um êxodo em massa.

Os jihadistas prometeram revidar os ataques e culparam os “filhos de Salul”, termo pejorativo para a família real saudita, por permitirem os ataques. “Esses ataques serão respondidos”, disse um militante do Estado Islâmico à agência Reuters. Veja abaixo um vídeo da ação divulgado pelo jornal americano Wall Street Journal:

 

Fontes:
O Globo-EUA e aliados atacam pela primeira vez posições do EI na Síria
Folha-Ataques liderados pelos EUA mataram dezenas de radicais na Síria, diz ONG

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *