Início » Internacional » EUA e Rússia vão rediscutir acordo que bane uso de armas nucleares
Tensão internacional

EUA e Rússia vão rediscutir acordo que bane uso de armas nucleares

Membros dos governos da Rússia e dos EUA vão se reunir esta semana para rediscutir acordo que proíbe o uso de armas nucleares e mísseis por terra de longo alcance

EUA e Rússia vão rediscutir acordo que bane uso de armas nucleares
Moscou e Washington vêm questionando o compromisso da cada um com o acordo (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Representantes dos governos da Rússia e dos Estados Unidos se reunirão na próxima quinta-feira, 11, para rediscutir o acordo sobre o controle de armas nucleares.

Firmado em 1987, fim do período da Guerra Fria, o Tratado de Forças Nucleares de Médio Alcance baniu o uso de armas nucleares e mísseis por terra com alcance de 500 a 5.500 km.

Contudo, nos últimos meses, Moscou e Washington vêm questionando o compromisso da cada um com o acordo. O governo americano acusa a Rússia de ter violado o acordo ao realizar testes com mísseis por terra. A Rússia, por sua vez, diz que o uso de aviões-robô pelos Estados Unidos também configura uma violação ao acordo.

Segundo o chefe do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas da Rússia, Mikhail Ulyanov, a reunião entre os representantes de ambos os governos contará com a presença da subsecretária de Estado americana para o Controle de Armas e Segurança Internacional, Rose Gottemoeller. “Acreditamos que esse é um acordo importante e deve ser corretamente executado”, disse Ulyanov.

No mês passado, o ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, disse que a Rússia está comprometida com o acordo, mas que o presidente Vladimir Putin vem questionando se ele atende aos interesses do país.

As relações entre Estados Unidos e Rússia vêm se deteriorando desde o início dos conflitos no leste da Ucrânia, que eclodiram após a anexação da Crimeia pela Rússia, ocorrida em março deste ano.

Fontes:
Estadão-EUA e Rússia devem rediscutir tratado sobre armas de 1987

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *