Início » Internacional » EUA enviam navios de guerra para a costa da Coreia do Norte
DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA

EUA enviam navios de guerra para a costa da Coreia do Norte

Medida é uma demonstração de força para intimidar o regime de Kim Jong-Un, que realizou novos testes nucleares na semana passada

EUA enviam navios de guerra para a costa da Coreia do Norte
Ordem para o deslocamento da frota partiu do Pentágono (Foto: US Navy)

Os Estados Unidos deslocaram uma frota de navios de guerra para a costa da Coreia do Norte no último sábado, 8. A medida é uma demonstração de força para intimidar o regime de Kim Jong-Un, que na sexta-feira, 7, provocou a comunidade internacional ao realizar novos testes com mísseis nucleares de longo alcance.

A frota seguia para a Austrália, onde participaria de exercícios militares, mas foi desviada a comando do almirante Harry Harris,  chefe do Comando do Pacífico, departamento militar dos EUA responsável por ações no oceanos Índico e Pacífico. A ordem para o desvio partiu do Pentágono.

Questionado sobre o porquê do desvio da frota, o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, H. R. McMaster, declarou se tratar de um “passo prudente” a ser dado. “A Coreia do Norte vem se engajando em um padrão de comportamento provocativo. É um regime sem escrúpulos que está ganhando capacidade nuclear. O presidente pediu para estarmos preparados para oferecer a ele uma ampla gama de opções para remover essa ameaça ao povo americano e aos nossos aliados e parceiros naquela região”, disse McMaster, no sábado, em entrevista à rede Fox News.

A ação militar faz parte das recentes ações do governo Donald Trump contra potenciais inimigos dos EUA. Na semana passada, Trump ordenou um ataque aéreo contra uma base militar na Síria, em retaliação a um ataque químico do governo sírio que deixou 87 civis mortos. Ao enviar a frota, Washington deixa claro à Coreia do Norte que, mesmo com suas atenções voltadas para a Síria, não se esqueceu do regime de Pyongyang.

Na semana passada, em um encontro na Flórida, Trump alertou o presidente chinês, Xi Jinping, para a crescente ameaça representada pelo avanço do programa nuclear da Coreia do Norte. No encontro, Trump visava obter o apoio da China, maior aliada da Coreia do Norte, contra os testes nucleares de Pyongyang. Durante a reunião Jinping concordou que a ameaça norte-coreana “alcançou um estágio muito sério”. No entanto, o encontro não resultou em nenhum acordo concreto sobre o tema entre EUA e China.

Fontes:
The New York Times-U.S. Reroutes Warships Toward Korean Peninsula in Show of Force

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *