Início » Internacional » EUA estudam ampliar os esforços no combate ao Boko Haram
Nigéria

EUA estudam ampliar os esforços no combate ao Boko Haram

Membro do Departamento de Estado americano falou ao jornal ‘Washington Post’ sobre os planos americanos de combate ao Boko Haram

EUA estudam ampliar os esforços no combate ao Boko Haram
John Kerry e o novo presidente nigeriano Muhammadu Buhari (Foto: Wikimedia)

Os Estados Unidos planejam aumentar sua participação no combate ao grupo extremista Boko Haram na Nigéria. A informação foi dada nesta sexta-feira, 29, dia da posse do novo presidente nigeriano, Muhammadu Buhari.

A cerimônia contou com a presença de 30 chefes e representantes de Estado. Entre eles, estava o secretário de Estado americano, John Kerry, que liderou a delegação americana ao evento.

Em condição de anonimato, um membro do Departamento de Estado, que fazia parte da delegação americana, falou ao jornal Washington Post sobre os planos americanos de combate ao Boko Haram. “Uma coisa que podemos fazer bem rápido é enviar conselheiros. Eles podem trabalhar com inteligência e logística. Mas, certamente, esperamos fazer mais”, disse a fonte.

A posse de Buhari marca a primeira transição de poder entre partidos desde o fim da ditadura nigeriana, em 1999. O novo presidente se comprometeu defender a Constituição do país.

A Nigéria é a maior e mais populosa economia da África, além de ser a maior produtora de petróleo do continente. Nos últimos anos, os ataques do Boko Haram contra alvos do governo e civis aumentaram, assim como o temor ao grupo extremista. Em março deste ano, o grupo jurou lealdade ao Estado Islâmico, que auxiliou o Boko Haram na criação de vídeos de propaganda.

O auxílio dos EUA no combate ao grupo diminuiu durante a gestão do ex-presidente Goodluck Jonathan, derrotado nas eleições de março deste ano. O governo americano expressou frustração com a corrupção e as violações aos direitos humanos da gestão de Jonathan. A chegada de Buhari ao poder promete reverter essa situação.

Fontes:
The New York Times-U.S. Signals Willingness to Widen Role in Fighting Boko Haram in Nigeria

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *