Início » Internacional » EUA reafirmam compromisso na criação do Estado palestino
Obama na Cisjordânia

EUA reafirmam compromisso na criação do Estado palestino

Obama pediu que israelenses e palestinos retomem as 'negociações diretas'

EUA reafirmam compromisso na criação do Estado palestino
Barack Obama e Mahmoud Abbas, na Cisjordânia (Fonte: Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em visita à Cisjordânia, o presidente norte-americana, Barack Obama, reafirmou nesta quinta-feira, 21, o compromisso dos EUA na criação de um Estado palestino.

A afirmação foi feita durante uma entrevista coletiva conjunta com o presidente palestino, Mahmoud Abbas. Obama também pediu que israelenses e palestinos retomem as “negociações diretas”.

O primeiro-ministro de Gaza, Ismail Haniyeh, disse, por sua vez, que não espera “nenhum resultado desta visita”. “Não esperamos que Obama vá mudar a equação política no terreno. Não acreditamos que a política americana vá pôr fim à ocupação israelense”, ressaltou por meio de um comunicado.

Primeira viagem à região

Obama disse ainda que falou ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que sua política de expansão das colônias israelenses nos territórios ocupados “não é construtiva ou apropriada para a paz”. O presidente norte-americano visitou Israel nesta quarta-feira, 20.

Essa é a primeira viagem do presidente dos EUA a Israel e aos territórios palestinos e também a primeira viagem internacional em sua segunda gestão.

Fontes:
Uol - Obama reafirma compromisso dos EUA com criação do Estado Palestino

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Andre Ricardo Cruz Fontes disse:

    Merece aplausos o Presidente Obama por sua iniciativa de paz no Oriente Médio. A solução segura de dois Estados (Israel e Palestina) sempre me pareceu a solução mais respeitosa e realista para os povos da região. Esperamos que a capacidade diplomática do Presidente Obama tenha êxito e ponha fim a um dos dilemas da humanidade: judeus e árabes se reconhecerem e apertarem as mãos!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *