Início » Internacional » EUA vivem novo caso de violência policial contra negros
Caso Sandra Bland

EUA vivem novo caso de violência policial contra negros

Morte de uma jovem negra na prisão aumenta a tensão entre a comunidade negra e a polícia nos EUA

EUA vivem novo caso de violência policial contra negros
Sandra Bland tinha 28 anos (Fonte: Reprodução/AP)

Um vídeo divulgado pela polícia do Texas que mostra a prisão de uma jovem negra, encontrada posteriormente morta na cela, tem sido encarado como o mais recente episódio de violência policial contra negros nos EUA.

No vídeo, o policial Brian Encinia imobiliza a jovem Sandra Bland, de 28 anos, no chão. Ela também foi algemada e ameaçada com uma arma de choque. Tudo porque não sinalizou adequadamente ao mudar de faixa no trânsito.

O policial argumenta que algemou a jovem pois ela estava muito alterada. O episódio aumenta a tensão entre a comunidade negra e a polícia nos EUA.

A morte de Sandra está causando muita indignação. Autoridades informaram que jovem se enforcou na prisão com um saco de lixo. A família de Sandra contesta a informação.

Embora o episódio esteja sendo investigado, não há por enquanto nenhuma evidência que refute a tese de suicídio, segundo o jornal The Washington Post.

A reportagem ressalta, entretanto, que é claro para o jornal que Sandra Bland não deveria ter morrido na prisão, porque, para começar, ela nunca deveria ter sido presa.

A abordagem hostil do policial é apontada como o motivo da irritação da jovem, que acabou sendo presa principalmente por causa do comportamento do próprio policial.

Em artigo publicado no jornal The New York Times, o colunista Charles M. Blow questiona o fato de o policial ter pedido para Sandra apagar seu cigarro ao abordá-la. A exigência para ela sair do veículo se deveu ao fato de ela ter se recusado a apagar o cigarro? O fato é que as “instruções” do policial para a jovem foram muito confusas desde o início do episódio.

Além de todas as questões envolvendo a abordagem policial e a prisão de Sandra, o colunista Charles M.Blow também questiona alguns fatos estranhos nas imagens da cela onde a jovem supostamente se matou. No vídeo é claramente visível uma grande lata de lixo com o que parece ser um saco plástico. Mas se a jovem se enforcou com um saco de lixo, de onde veio o outro que aparece no vídeo? Será que os agentes o substituíram? E por que fariam isso?

Fontes:
The New York Times - Questions About the Sandra Bland Case
The Washington Post - Sandra Bland should not have died in jail — or been there in the first place

2 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Amigo meu policial defende que toda a equipe deve ter um policial negro para cumprir os mandados ou iniciar as abordagens contra os negros. Diz ele que já está farto de insinuações de racismo. “Agora virou mania”, diz ele.

  2. Roberto Henry Ebelt disse:

    É sempre assim: a polícia é a culpada de tudo. O fato da moça sofrer de epilepsia nem é mencionado; só isso já a torna perigosa ao volante, tanto para ela quanto para os outros.
    E pelo nome, o policial nem é caucasiano. Mais parece hispano americano – ENCINIA. Parece uma luta de cores da pele: o mais claro sempre é o vilão e o mais escuro sempre é a vítima. Felizmente os juízes americanos, tanto brancos como negros, via de regra, não se deixam levar por esses clamores politicamente (in)corretos.
    Quem viu o vídeo pode nitidamente ver que a moça estava descontrolada.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *