Início » Economia » Europa tenta acordo para manter Reino Unido na UE
UNIÃO EUROPEIA

Europa tenta acordo para manter Reino Unido na UE

Proposta de reformas da União Europeia pretende satisfazer uma série de demandas feitas pelo governo britânico

Europa tenta acordo para manter Reino Unido na UE
O primeiro-ministro britânico David Cameron prometeu reformar os laços da Grã-Bretanha com a União Europeia (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nesta terça-feira, 2, foi divulgado um esboço do acordo que pretende manter o Reino Unido na União Europeia. A proposta de reformas da União Europeia pretende satisfazer uma série de demandas feitas pelo governo britânico antes de um referendo sobre a permanência do país no bloco de 28 países.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeu reatar os laços com a União Europeia, além de realizar uma votação pública sobre a permanência no bloco antes do final de 2017. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, enviou a proposta para os 28 membros do bloco depois de ter conversas “cruciais” com Cameron.

As exigências de Cameron serão debatidas entre todos os sócios europeus na cúpula que ocorrerá de 18 e 19 de fevereiro em Bruxelas. Caso a proposta seja aprovada, o referendo britânico aconteceria ainda em junho deste ano.

Uma das propostas do acordo é a limitação em até quatro anos de ajuda social a imigrantes europeus que se instalam no Reino Unido em caso de “chegada de trabalhadores de outros Estados membros de uma magnitude excepcional”. Afinal, o governo conservador de Cameron quer reduzir drasticamente o número de imigrantes de outros países da União Europeia. Cameron acredita que restringindo benefícios, o incentivo de se mudar para o Reino Unido vai diminuir.

Outra questão gira em torno da moeda. Entre as propostas, está a promessa de que uma maior integração dos 19 membros da zona do euro não afetará e “respeitará os direitos e competências” dos países não membros da moeda única.

Pesquisas de opinião estão prevendo uma disputa acirrada. Enquanto 38% deve votar para o Reino Unido continuar na União Europeia, 42% deve votar pela saída do bloco.

Fontes:
The Washington Post-Europe offers Britain a deal to stay in the E.U.
Zero Hora-UE propõe a Londres limitar até 4 anos ajudas sociais a migrantes europeus

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    A Inglaterra vive crise de identidade por ser uma ilha separada do continente e liderar um bloco próprio de mais de 50 países – o Commonwealth – entre eles Canadá, Austrália, e Nova Zelândia.
    O tempo é o senhor da razão: o príncipe Don Pedro optou por ser brasileiro em 1822. Tivesse ele reatado com Portugal, poderíamos estar hoje na União Européia. Parece absurdo mas não é: a Guiana Francesa, logo ali perto do Amapá faz parte da “zona do euro”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *