Início » Internacional » Ex-presidente egípcio, Mohammed Mursi é condenado a 20 anos de prisão
Egito

Ex-presidente egípcio, Mohammed Mursi é condenado a 20 anos de prisão

O ex-presidente foi considerado culpado pela morte de manifestantes contrários ao seu governo em 2012, durante os protestos no país

Ex-presidente egípcio, Mohammed Mursi é condenado a 20 anos de prisão
Presidente antes de ser deposto. Além de Mursi, os líderes de seu grupo islâmico também receberam a mesma pena (Foto: Reprodução/Internet)

Pela primeira vez na história do Egito, um ex-presidente foi condenado à prisão. Mohammed Mursi foi considerado culpado pela morte de manifestantes em 2012, auge dos protestos no país. A pena é de 20 anos de prisão. A decisão foi anunciada nesta terça-feira, 21, em um julgamento improvisado na Academia Nacional de Polícia.

O caso é referente a um ataque feito em dezembro de 2012, por partidários de Mursi contra manifestantes, do lado de fora do palácio presidencial egípcio. Ao menos dez pessoas morreram nos confrontos. O ex-presidente egípcio ainda terá de enfrentar outros processos. Seu partido, Irmandade Muçulmana, foi banido do país após sua deposição, em 2013.

Mursi foi mantido em uma prisão de segurança máxima próxima a Alexandria. Os outros líderes da Irmandade, entre eles o secretário-geral de política do grupo, Essa al-Erian, receberam a mesma sentença. Os advogados pretendem recorrer da pena.

Fontes:
O Globo-Egito condena ex-presidente Mursi a 20 anos de prisão

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *