Início » Internacional » Excesso de confiança em modelo europeu foi motivo de erro sobre nevasca
Nevasca nos EUA

Excesso de confiança em modelo europeu foi motivo de erro sobre nevasca

Segundo especialistas independentes, meteorologistas depositaram muita confiança em um único modelo

Excesso de confiança em modelo europeu foi motivo de erro sobre nevasca
Ambulância precisa ser resgatada durante nevasca. Modelo europeu errou em 160 km a localização do centro da tempestade (Foto: Reprodução/Wall Street Journal)

Os erros de julgamento dos especialistas do Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos (NWT) sobre o impacto da nevasca no Nordeste do país no início da semana se deve ao excesso de confiança que meteorologistas depositaram no modelo de previsão europeu, disseram alguns especialistas independentes nesta quarta-feira, 28.

Leia mais: Prefeito é criticado por alarmismo sobre nevasca

Ao invés de confiarem em seu próprio sistema de previsão, que foi melhorado nas últimas semanas, os meteorologistas americanos se basearam em um bem avaliado modelo europeu, que previu que a pior parte da tempestade Juno atingiria a cidade de Nova York. Esse sistema foi usado com sucesso para prever a chegada do furacão Sandy à costa leste dos EUA em outubro de 2012.

Mas, desta vez, o modelo europeu estava errado, disseram meteorologistas. O sistema, um dos quatro simuladores usados para calcular padrões climáticos ao longo da Costa Leste, previu que a maior parte da neve cairia entre 80 a 160 quilômetros do local de fato atingido pela tempestade.

Apesar do erro na localização, o modelo foi preciso quanto aos dados mais amplos da nevasca. Como previsto, a tempestade de neve atingiu partes de Long Island, Connecticut, Rhode Island, Massachusetts e Maine, com ventos superiores a 80 km/hr. Em algumas localidades a neve chegou a 76 centímetros de profundidade.

“Foi depositada muita confiança em um único modelo e não deram ênfase suficiente à incerteza da previsão. O sistema europeu errou a localização em cerca de 160 km. Isso é muita coisa para uma situação de neve pesada”, disse Jeff Masters, chefe do Weather Underground, um serviço de previsão comercial.

Sistema americano acertou na previsão

O NWT fez uma atualização recente em seu sistema, chamado de Sistema Global de Previsão (GFS), e ele previu corretamente que a tempestade iria para o mar, afastando-se da cidade de Nova York.

 

Fontes:
Wall Street Journal-Blizzard 2015: What Went Wrong With the Forecasting?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *