Início » Internacional » Exército iraquiano entra em Fallujah, reduto do Isis
IRAQUE

Exército iraquiano entra em Fallujah, reduto do Isis

Forças iraquianas tentam retomar nesta segunda-feira, 30, o controle da cidade de Fallujah, um dos principais redutos do Estado Islâmico

Exército iraquiano entra em Fallujah, reduto do Isis
Jihadistas mantêm 50 mil civis na cidade sem acesso à água e alimentos (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Forças iraquianas tentam retomar nesta segunda-feira, 30, o controle da cidade de Fallujah, um dos principais redutos do Estado Islâmico (Isis).  Segundo o comandante da operação Abdelwahab al-Saadi, as tropas entraram na cidade divididas em três frentes e com o apoio da coalizão internacional.

“As forças do Serviço Antiterrorismo (CTS), da polícia (da província) de Al-Anbar e do exército iraquiano começaram a entrar em Fallujah às 4h (22h de Brasília, domingo), a partir de três posições”, disse al-Saadi, ressaltando que as tropas encontram resistência por parte dos jihadistas.

A operação ocorre uma semana após o exército iraquiano cercar e retomar o controle de vilarejos e zonas rurais no entorno da cidade, que fica a cerca de 50 km de Bagdá. Fallujah é uma das três cidades entre o Iraque e a Síria que compõem o califado decretado em 2014 pelo Isis. As outras cidades são Mossul, no Iraque, e Raqa, na Síria, proclamada a capital do califado.

Atualmente, cerca de mil combatentes do Isis dominam Fallujah e mantêm retidos na cidade cerca de 50 mil civis sem acesso à água potável, alimentos e medicamentos. A ONU teme que o grupo extremista use os civis como escudo humano.

Os poucos civis que conseguiram escapar da cidade foram para campos de refugiados localizados em áreas periféricas. “Decidi arriscar tudo. Era tentar salvar meus filhos ou morrer com eles”, disse Ahmad Sabih, um homem de 40 anos que chegou no último domingo, 29, ao campo do Conselho Norueguês de Refugiados (NRC) no Iraque.

Em entrevista à AFP, Nasr Muflahi, diretor do NRC, disse que a expectativa é que mais pessoas cheguem ao campos fugindo de Fallujah. “As ondas de deslocados devem aumentar com a intensificação dos combates”.

Fontes:
Zero Hora-Tropas iraquianas entram em Fallujah, reduto do EI

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *