Início » Internacional » Exército iraquiano retoma a cidade de Al-Alam
Guerra contra o terror

Exército iraquiano retoma a cidade de Al-Alam

O conflito em Tikrit serve como um teste para as tropas iraquianas, que querem retormar o poder de cidades no Iraque, controladas pelo Estado Islâmico

Exército iraquiano retoma a cidade de Al-Alam
Iraquianos lutam para retomar o poder de cidades no país (Reprodução/Ahmad Al-Rubaye/AFP)

Oficiais do Exército iraquiano informaram que forças de segurança do país recuperaram o controle de uma área próxima a Tikrit, cidade natal do ex-ditador Saddam Hussein, que estava sob comando do Estado Islâmico.

Leia mais: Iraque inicia ofensiva para retomar cidades dominadas pelo Isis

Nesta quarta-feira, 11, os militares entraram na cidade de Alalam, a 15 Km de Tikrit, e tomaram o controle do local horas depois. Eles também chegaram ao bairro de Qadisiya. O avanço em mais uma área forçou o recuo dos jihadistas.

As tropas iraquianas lutam para retomar o poder de cidades no Iraque, controladas pelo Estado Islâmico. Por isso, o conflito em Tikrit serve como um teste para as tropas iraquianas.

O chefe do conselho da província de Saladino, Ahamed al-Karim, afirmou que a demora do avanço na região ocorreu por conta de bombas caseiras e ataques de franco-atiradores. Tikrit, capital de Saladino, está a 130 quilômetros ao norte de Bagdá. Militantes do Estado Islâmico assumiram o controle do local em meados do ano passado.

Outras cidades como da região Dawr ao sul de Tikrit também foram recuperadas. A missão militar no país provavelmente começará em abril ou maio, e contará com 25 mil soldados iraquianos, de acordo com as autoridades americanas.

Fontes:
O Globo-Exército iraquiano entra em Tikrit após retomar mais uma cidade

1 Opinião

  1. Renato Fregapani disse:

    O tempo é o senhor da razão, dizia minha vó. Cada povo tem o governo que merece diria Maquiavél. Nos tempos do Sadam Hussein, o Iraque estava bem melhor, daí os americanos chegaram, destruiram o pais e foram embora. Mas um governo igual ao nosso, ninguém merece, digo eu mesmo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *