Início » Internacional » Exilados e mercenários tentam invadir a Baía dos Porcos, em Cuba
NESTA DATA

Exilados e mercenários tentam invadir a Baía dos Porcos, em Cuba

No dia 17 de abril de 1961 acontece a invasão mal sucedida da Baía dos Porcos em Cuba, com o apoio da CIA

Exilados e mercenários tentam invadir a Baía dos Porcos, em Cuba
O principal motivo da operação foi a má execução (Foto: Wikimedia)

De acordo com um relatório divulgado em Washington em 22 de fevereiro de 1998 pelo Arquivo Nacional de Segurança dos EUA, uma operação militar começou a ser planejada pela Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) em agosto de 1959, por ordem do presidente Dwight Eisenhower. O objetivo era preparar exilados cubanos para se infiltrarem em Cuba e organizarem uma força de resistência a Fidel Castro. Com esse objetivo, a CIA lançou, em março de 1960, seu Programa de Ação Encoberta Contra o Regime de Castro, com um orçamento previsto de US$ 4,4 milhões.

A CIA estava convencida de que poderia derrubar Fidel Castro, da mesma forma como havia deposto o governo reformista de Jacobo Arbenz, na Guatemala, em 1954. A agência de espionagem garantia que o povo cubano esperava um sinal de rebelião. O objetivo estratégico dos EUA, no entanto, era conter um alastramento do comunismo na América Latina.

Foi formado o Exército Cubano de Libertação, com exilados cubanos e herdeiros das empresas americanos nacionalizadas pelo governo de Fidel. Para simular uma rebelião interna do exército cubano, os aviões dos EUA foram camuflados com a estrela da força aérea de Cuba.

Cerca de 1.400 homens invadiram os pântanos da praia Girón, conhecida como Baía dos Porcos, no dia 17 de abril de 1961, bombardeando o local e inundando-o com panfletos. Três dias depois, porém, eles estavam derrotados. De acordo com o governo cubano, 176 pessoas morreram nos combates, mais de 300 ficaram feridas e 50 incapacitadas para toda a vida.

Anos depois, em 1998, o governo norte-americano admitiu que a operação Baía dos Porcos estiava condenada ao fracasso desde o começo, sendo o principal motivo a má execução. A tentativa de derrubar Fidel Castro teria sido “ridícula, trágica ou ambas as coisas”.

Fontes:
Cuba Viva-17/4/1961: Invasão de Playa Girón (Baía dos Porcos)

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *