Início » Internacional » Expansão do ebola pela Europa é inevitável, diz OMS
surto de ebola

Expansão do ebola pela Europa é inevitável, diz OMS

Segundo o órgão, países como a França e a Bélgica estão mais suscetíveis a registrar casos da doença por conta dos fortes vínculos com a África Ocidental

Expansão do ebola pela Europa é inevitável, diz OMS
O presidente do Banco Mundial pediu ao Ocidente ajuda financeira de US$ 20 bilhões para conter a epidemia (Reprodução/AP)

Para a OMS, a expansão do ebola na Europa é inevitável. As medidas da organização para um eventual risco de surto no continente já foram reforçadas na França e no Reino Unido. O temor aumentou após a enfermeira espanhola, Teresa Romero, ter sido contaminada porque teve contato com uma luva contaminada.

Leia mais: Morre a 1ª pessoa diagnosticada com ebola nos EUA

A diretora da OMS, Zsuzsanna Jakab, fez a advertência sobre o alto risco de propagação da doença na Europa. “É quase inevitável que estes incidentes venham a acontecer no futuro por causa das viagens extensivas da Europa para países infectados e vice-versa. O mais importante é que na Europa o risco ainda é baixo, e que a Europa Ocidental em particular é a melhor preparada no mundo para responder e febres hemorrágicas virais como o ebola”.

No Reino Unido aconteceu uma reunião de emergência, comandada pelo primeiro- ministro David Cameron. O governo britânico pretende enviar 750 militares, três helicópteros e um navio a Serra Leoa, um dos epicentros da epidemia , onde um centro de controle e tratamento do ebola será criado. Na França, Christine Fage foi nomeada embaixadora para cuidar do assunto. Também será criado um centro de tratamento para o ebola, com um orçamento de € 70 milhões.

Segundo a OMS, países com a França e a Bélgica estão mais suscetíveis a registrar casos da doença. O órgão leva em conta as relações – como ligações aéreas – entre os países e a região da África mais afetada pela doença. Os dois países têm fortes vínculos com a África Ocidental.

O presidente do Banco Mundial, Jim Kim, pediu ao Ocidente ajuda financeira de até US$ 20 bilhões, que segundo ele, seria o valor necessário para que a epidemia não se transformasse em pandemia. O cálculo levou em conta a inflação, escassez de alimento e desaceleração dos PIBs dos países africanos mais afetados pelo surto do vírus.

Fontes:
Estadão-OMS diz que expansão de Ebola na Europa é 'quase inevitável'

1 Opinião

  1. PC disse:

    A peste negra do século 21

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *