Início » Internacional » Família real é pressionada a divulgar documentos após vazamento de imagens polêmicas
Inglaterra

Família real é pressionada a divulgar documentos após vazamento de imagens polêmicas

Rainha Elizabeth II, com seis ou sete anos, faz gesto nazista ao lado da mãe e da irmã

Família real é pressionada a divulgar documentos após vazamento de imagens polêmicas
Tabloide mostra futura rainha fazendo gesto nazista (Reprodução/AP)

No último sábado, 18, o tabloide britânico The Sun divulgou imagens polêmicas da família real. A futura rainha, na época com seis ou sete anos, fazia uma saudação nazista. As imagens provocaram uma campanha a favor da divulgação de documentos históricos de arquivo privado da realeza.

As imagens divulgadas pelo tabloide fazem parte de um filme familiar em preto e branco com 17 segundos, que teria sido feito em 1933 ou 1934 no Castelo de Balmoral, na Escócia. Acredita-se que o filme foi feito pelo pai da rainha, o futuro rei George VI. No filme, a futura rainha levanta sua mão direita no ar imitando sua mãe. Aparentemente, o grupo estava sendo incentivado a reproduzir a saudação nazista pelo futuro rei Edward VIII, tio da soberana.

Imagens fora do contexto

A publicação das imagens foi motivo de polêmica no Reino Unido. A maioria dos comentários nas redes sociais criticou o tabloide por tirar a imagem do seu contexto para insinuar que a família real endossava o nazismo. Como a rainha tinha seis ou sete anos, na época, ela sequer era crescida o suficiente para saber o que estava fazendo. Durante a Segunda Guerra Mundial, a jovem serviu no Serviço Territorial auxiliar das mulheres, segundo a BBC, e teve um papel importante na promoção da moral britânica contra a Alemanha.

Além disso, Elizabeth, sua irmã, sua mãe e seu tio estavam rindo, fazendo com que o gesto parecesse mais uma piada do que qualquer outra coisa. Segundo o Washington Post, o vídeo, embora diga pouco sobre a política da rainha, diz muito sobre a história. Ele é um lembrete de como a maioria dos governantes fora da Alemanha subestimou Adolf Hitler e seu partido nazista durante toda a década de 1930. Ele era visto como divertido, mesmo admirável, mas ainda não a força abominável que realmente era.

Fora da Alemanha, muitos não enxergavam as reais intenções de Hitler. Ainda se recuperando do trauma da Primeira Guerra Mundial e desesperado para evitar outra guerra, o mundo esperava que Hitler não fosse uma ameaça. De acordo com Andrew Nagorski, que escreveu sobre como os americanos viram os primeiros dias do Terceiro Reich em seu livro “Hitlerland”, Hitler era tido como alguém cômico inicialmente, “uma caricatura de si mesmo”, disse o autor à revista Atlantic em 2012. Tragicamente, ele não era visto como um homem que se leva a sério.

Historiadores do Reino Unido acreditam que a liberação de outros materiais do arquivo da família real poderia fornecer um contexto histórico sobre a família real e o Terceiro Reich antes da Segunda Guerra Mundial. O professor de história moderna na Universidade de Oxford, Mark Almond, disse que abrir algumas informações antigas sobre a rainha não iria danificar o respeito à monarquia, mas reforçar sua posição perante o público.

“Estas informações já deveriam estar em domínio público há 50 anos”, disse Karina Urbach, do Instituto de Pesquisa Histórica do Reino Unido, ao Guardian. “Os arquivos reais contêm assuntos do Estado. O papel da monarquia não é um assunto puramente pessoal. Não há mais o direito divino aos reis.”

O Palácio de Buckingham, por sua vez, disse que estava desapontado pela forma como o Sun explorou o vídeo. Além disso, o palácio vai investigar como ocorreu o vazamento do material para o jornal. Dependendo do resultado da investigação, os advogados do palácio vão analisar questões de direitos autorais e possíveis crimes.

Fontes:
O Globo-Família real é pressionada a divulgar documentos após imagem de Elizabeth II fazendo gesto nazista
The Guardian-Queen's Nazi salute footage raises pressure on royals to open archives
The Washington Post-In Elizabeth II’s childhood Nazi salute, an unsettling reminder of how we misread Hitler

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    A patrulha do politicamente correto chega a ser insuportável: se no Brasil ninguém sabe hoje o que o governo vai fazer a semana que vem (nem o governo), imagina se alguém, em 1933, poderia imaginar o que os nazistas fariam na década seguinte.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *