Início » Cultura » Famoso tenor desconstrói a música que cantou mais de cem vezes
Livros

Famoso tenor desconstrói a música que cantou mais de cem vezes

Em 'Schubert’s Winter Journey', as observações perspicazes de Ian Bostridge sobre a composição 'Winterreise', de Schubert, irão encantar os admiradores da música clássica

Famoso tenor desconstrói a música que cantou mais de cem vezes
Bostridge é um historiador que começou tarde a carreira de cantor (Reprodução/PlainPicture)

Winterreise é uma das composições mais célebres de Franz Schubert: um ciclo de 24 canções (Lieder) para voz e piano composto em 1827-28, com letras de poemas de Wilhelm Müller, um poetacontemporâneo de Schubert, sobre uma viagem realizada durante o inverno por um andarilho enigmático. O clima é sombrio, embora o herói também relembre momentos mais felizes, em especial em The Linden Tree, que, mais tarde, se tornou um grande sucesso.

Ian Bostridge, um dos mais importantes tenores britânicos, cantou Winterreise mais de cem vezes. Ele conhece cada nuance da obra à qual se dedicou tanto. Em Schubert’s Winter Journey: An Anatomy of an Obsession, um livro com uma edição primorosa, as observações perspicazes de Bostridge irão encantar os antigosadmiradores da música e os iniciantes. Cada música tem um capítulo específico para descrevê-la, o que no início parece cansativo; mas, assim como Scheherazade em As mil e uma noites, Ian Bostridge tem talento para contar histórias e mantém o leitor em constante suspense.

Bostridge, um historiador que começou tarde a carreira de cantor, tem uma excelente percepção do contexto histórico da época e de sua influência na leitura dos poemas por Schubert.

Fontes:
The Economist-Wintry passions

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *