Início » Internacional » FBI faz buscas em escritório de advogado de Trump
INVESTIGAÇÃO

FBI faz buscas em escritório de advogado de Trump

Investigação apura o suposto pagamento de US$ 130 mil à atriz pornô Stormy Daniels para manter em sigilo relação extraconjugal com Trump

FBI faz buscas em escritório de advogado de Trump
Trump afirma não saber sobre o pagamento de seu advogado à atriz (Foto: Facebook/Donald J. Trump)

O FBI realizou buscas no escritório do advogado pessoal do presidente americano, Donald Trump, Michael Cohen, na última segunda-feira, 9. O órgão investiga o suposto pagamento de US$ 130 mil à atriz pornô Stormy Daniels, durante as eleições presidenciais de 2016, para que ela mantivesse sigilo sobre a relação extraconjugal que tinha com Trump.

Durante a ação, os policiais estavam munidos de um mandado de busca assinado pelo promotor especial Robert Mueller – responsável pelas investigações sobre a possível interferência russa nas eleições de 2016. Mueller não estaria diretamente ligado às investigações sobre o caso da atriz pornô, mas teria descoberto algumas informações e repassado ao FBI.

O advogado de Michael Cohen, Stephen Ryan, classificou a ação policial como “completamente inadequada e desnecessária”, afirmando que alguns dos registros apreendidos fazem parte de comunicação privilegiada entre clientes e o advogado Cohen. Além disso, segundo o New York Times, os policiais apreenderam e-mails, documentos fiscais e registros comerciais.

“Esta tática governamental é muito ruim, porque Cohen cooperou totalmente com todos os órgãos do governo, entregando milhares de documentos não confidenciais ao Congresso e prestando depoimento sob juramento”, afirmou Ryan, conforme noticiou o jornal Globo.

Em março, a atriz, cujo verdadeiro nome é Stephanie Clifford, revelou que teve relações sexuais com Trump em 2006, quando ela tinha 27 anos e ele 60. Durante o período eleitoral de 2016, Clifford teria sido ameaçada por um homem em Las Vegas, e assinou um acordo de confidencialidade com Cohen.

O presidente americano, no entanto, nega conhecimento sobre o acordo de confidencialidade – que foi assinado por Michael Cohen. Ao ser questionado sobre isso na última semana, Trump respondeu aos jornalistas: “Vocês terão de perguntar a Michael Cohen. Michael é meu advogado”.

Segundo Cohen, ele tirou o dinheiro do próprio bolso, sem nunca ter explicado exatamente para que usaria a quantia. Stormy Daniels, por sua vez, deseja a anulação do acordo de confidencialidade por não ter a assinatura de Trump, apenas de Cohen. O advogado é amigo e confidente de Trump há anos, sendo um de seus principais conselheiros em assuntos imobiliários.

Resposta de Trump

O presidente americano não gostou da ação do FBI contra o seu advogado. Antes de se reunir com comandantes militares para falar sobre a situação da Síria, Trump apontou a ação policial como uma “situação vergonhosa”.

“Isto é uma vergonha! Uma verdadeira vergonha! É um ataque contra nosso país. Discutimos sobre a Síria, falamos sobre coisas sérias, e tem essa caça às bruxas, que já dura 12 meses. É possível dizer que isso começou no dia da minha indicação [para disputar a presidência]”, afirmou Trump, segundo o Globo.

Pelo Twitter, na manhã desta terça-feira, 10, Trump voltou a criticar a ação do FBI. Em duas postagens, o presidente americano afirmou que o “privilégio advogado-cliente está morto” e chamou a operação de “caça às bruxas”.

Mais uma vez, Trump levantou, indiretamente, a possibilidade de demitir Robert Mueller. No meio de 2017, o presidente americano já tinha pensado em retirar Mueller do cargo, mas foi convencido a não fazê-lo.

Além de Mueller, Trump também criticou duramente o procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, por se recusar a investigar a Rússia; o FBI por não estar investigando Hillary Clinton; e o vice-procurador-geral Rod J. Rosenstein, que está supervisionando as investigações sobre as eleições de 2016.

Fontes:
DW-FBI faz buscas no escritório de advogado de Trump
The New York Times-F.B.I. Raids Office of Trump’s Longtime Lawyer Michael Cohen; Trump Calls It ‘Disgraceful’

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *