Início » Internacional » FBI suspeita que a Rússia esteja por trás da crise no Catar
IMPASSE NO ORIENTE MÉDIO

FBI suspeita que a Rússia esteja por trás da crise no Catar

FBI suspeita que hackers russos invadiram servidores da agência de notícias do Catar e fabricaram notícia que resultou no isolamento diplomático do país

FBI suspeita que a Rússia esteja por trás da crise no Catar
A suposta declaração favorável ao Irã levou a Arábia Saudita e seus aliados a instituírem um bloqueio diplomático e econômico ao Catar (Foto: Kremlin)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma reportagem da CNN veiculada na terça-feira, 6, revelou que o FBI suspeita que hackers russos teriam falsificado as declarações favoráveis ao Irã dadas pelo emir do Catar que resultaram no isolamento diplomático do país no Oriente Médio.

Leia também: O que está por trás do isolamento do Catar?
Leia também: Seis países árabes rompem relações diplomáticas com Catar

De acordo com a reportagem, o FBI acredita que a agência de notícias do Catar teve seus servidores invadidos duas semanas atrás por hackers, que teriam fabricado uma notícia falsa com as supostas declarações do emir Tamim bin Hamad al-Thani elogiando o Irã e Israel. Na notícia, o emir é citado dizendo que o Irã é uma importante potência regional e que seu papel deve ser levado em consideração no Oriente Médio.

A suposta declaração favorável ao Irã levou a Arábia Saudita e seus aliados a instituírem um bloqueio diplomático e econômico ao Catar, alegando que o país estaria apoiando o terrorismo. O ministro do Exterior do Catar, Mohammed Bin Abdulrahman al-Thani, afirmou, no entanto, que as citações atribuídas ao emir eram falsas.

“Tudo o que foi colocado como acusação se baseia em desinformação, pensamos que toda essa crise é baseada em desinformação. [A crise diplomática] começou com base em notícias fabricadas, sendo implantadas e inseridas em nossa agência nacional de notícias, que foi alvo de um ciberataque comprovado pelo FBI”, disse o ministro.

Os supostos ciberataques preocupam as agências de inteligência americanas, segundo a CNN, já que se forem confirmados, podem revelar indícios de que a Rússia estaria interferindo na política do Oriente Médio, dando sequência a uma série de outras intervenções – como a suposta influência nas eleições americanas de 2016 e nas eleições francesas deste ano.

O presidente dos EUA, Donald Trump, apoiou a decisão dos países árabes de isolar diplomaticamente o Catar, afirmando que sua pressão para que esses países combatam o terrorismo “rendeu frutos”.

Assim como a Arábia Saudita, o Catar é um importante aliado dos Estados Unidos no Oriente Médio. O país abriga uma base militar estratégica usada para ataques contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

O Kremlin negou nesta quarta-feira, 7, que os ciberataques foram liderados por hackers russos. “Já estamos cansados de reagir a banalidades sem nenhuma prova”, disse Andrei Kruskikh, conselheiro do presidente Vladimir Putin para cibersegurança, citado pela agência russa Interfax.

Fontes:
Estado de S. Paulo-EUA acreditam que hackers russos falsificaram declaração de emir do Catar
Terra-FBI suspeita que "fake news" russo agravou crise com Catar
IstoÉ-Moscou diz que não há prova de ação de hackers russos no Catar

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Markut disse:

    Graças à cibernética o mundo está mais louco do que sempre esteve. Cada vez se torna mais evidente o “lado escuro do bicho homem”, na feliz acepção de Fernão Lara Mesquita.
    O homo sapiens (?) necessita de um urgente recall.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *