Início » Internacional » França autoriza gays a doarem sangue com algumas restrições
DOAÇÃO DE SANGUE

França autoriza gays a doarem sangue com algumas restrições

A partir de agora, a doação será autorizada contanto que a última relação sexual tenha sido há pelo menos 12 meses

França autoriza gays a doarem sangue com algumas restrições
Notícia foi recebida com ceticismo por ativistas (Foto: Wikipedia)

A França baniu na última segunda-feira, 11, a lei que proibia os gays de doar sangue. A medida, no entanto, impõe algumas restrições. A partir de agora, homossexuais poderão doar sangue contanto que sua última relação sexual tenha sido há pelo menos 12 meses. Para a doação de plasma o período de abstinência será de quatro meses. O período de abstinência adotado pela França para a doação de sangue por gays é o mesmo imposto pelo Brasil.

Leia mais: A polêmica restrição na doação de sangue

A mudança na legislação, que data de 1983, foi prometida em novembro do ano passado, pela ministra da Saúde francesa, Marisol Touraine. A nova regra alterou o questionário médico feito antes da doação. Agora, as perguntas não terão mais como foco a orientação sexual, mas sim os riscos ligados às práticas sexuais recentes do doador.

A expectativa do Estabelecimento Francês do Sangue (EFS), organização civil que desde 2000 controla as transfusões na França, é de que a abertura aumente em 20 mil as doações anuais. Esse aumento seria somado à média de 3 milhões de doações feitas anualmente no país.

A notícia foi recebida com ceticismo por ativistas franceses que lutam por igualdade de direitos entre gays e heterossexuais. “É uma pequena mudança positiva, mas as condições demonstram que a discriminação segue vigente, é uma simples fachada. Esperamos que em um futuro as condições sejam iguais”, disse um comunicado do grupo Le Refuge, que luta pelo direito dos homossexuais.

Fontes:
Estadão-França autoriza homossexuais a doarem sangue com restrições

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *