Início » Internacional » França discute casamento gay
'Casamento para todos'

França discute casamento gay

François Hollande tenta aprovar a lei 'casamento para todos'

França discute casamento gay
Presidente francês demonstrou ser a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo (Reprodução/Getty)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Legalizar o casamento gay através da lei “o casamento para todos” era uma promessa de campanha do presidente François Hollande. A proposta, no entanto, se revelou um tema complicado para a França, que apesar de ser um símbolo do modelo republicano, permanece um país essencialmente católico. O projeto de lei de Hollande vai ao Parlamento para discussão até o final deste mês.

Leia também: Cientistas afirmam ter descoberto a causa da homossexualidade

Atualmente, casamentos entre pessoas do mesmo sexo são realizados em cerca de 12 países. Líderes religiosos franceses têm se envolvido profundamente no assunto, argumentando que o governo francês deve ser cauteloso antes de redefinir a instituição da família e do casamento.

Gilles Bernheim, rabino-chefe do país, alertou que o sexo acabou por se tornar um “papel social que escolhemos”, ao invés de um “elemento dado pela natureza, que devemos aceitar”. O Papa Bento XVI também se opôs à ideia do casamento gay, declarando em um discurso de Natal que as pessoas que negam a sua natureza estão mais preocupadas em satisfazer sua escolha pessoal.

Ameaças ao catolicismo

Alguns políticos também se manifestaram contra o projeto de Hollande. O ministro da Educação, Vincent Peillon, vem advertindo escolas paroquiais contra o debate sobre o tema em salas de aula. Para ele, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por casais gays são ameaças ao catolicismo francês.

Hollande afirmou que seu projeto deve ser aprovado e que cabe aos legisladores, não às ruas, decidirem o assunto. Contudo, o presidente deixou claro que a lei do “casamento para todos” não está vinculada à ideia defendida por alguns legisladores socialistas sobre a possibilidade do Estado oferecer ajuda financeira a casais de lésbicas que buscam adotar crianças.

Para o analista político Dominique Moïsi, a questão do casamento gay ainda é um assunto polêmico na França. “Em termos morais, algumas pessoas ainda mantêm a cautela de não querer apressar as coisas ou ser muito radical”, diz o analista. Segundo ele, a França continua a ser um país católico e quando a igreja diz que o casamento gay é apenas uma moda que está quebrando um tabu, um propósito, muita gente concorda.

Fontes:
The New York Times-At Once Catholic and Secular, France Debates Gay Marriage

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *