Início » Internacional » França e Egito dão início à construção do Canal de Suez
NESTA DATA

França e Egito dão início à construção do Canal de Suez

O canal navegável entre Europa e Ásia começou a ser construído em 25 de abril de 1859

França e Egito dão início à construção do Canal de Suez
Acesso norte do canal (Foto: Wikipédia)

O trabalho de construção do Canal de Suez, ligando o Mediterrâneo ao Mar Vermelho, começou em 25 de abril de 1859, sob a orientação de engenheiros franceses. A obra só seria inaugurada oficialmente dez anos depois, em novembro de 1869. Seus proprietários originais eram a França e o Egito.

A companhia Suez, do diplomata e empresário francês Ferdinand de Lesseps, foi responsável pelo projeto. Estima-se que 1,5 milhões de operários egípcios participaram da sua construção, e que 120 mil morreram, principalmente de cólera.

A via navegável reduziu a distância entre o continente europeu e a Índia em cerca de 7 mil quilômetros. O primeiro navio atravessou o canal em 17 de fevereiro de 1867, dois anos antes da sua inauguração oficial.

Em 1882, a dívida externa do Egito obrigou o país a vender sua parte do canal para o Reino Unido, que queria garantir uma rota mais rápida para a Índia.

O canal foi inaugurado com 164 km de comprimento e 8 metros de profundidade. Desde então, passou por várias ampliações, tendo hoje 193,3 km de comprimento, 24 metros de profundidade e 205 de largura.  Em 2012, 17,225 navios fizeram a travessia do canal, uma média de 47 por dia.

Fontes:
Wired - Big dig starts for Suez Canal
Wikipédia - Canal de Suez

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Markut disse:

    Uma espetacular e arrojada obra de engenharia, perdurando quase 150 anos, após a inauguração.
    Como o canal do Panamá e outras obras gigantescas, ao redor do mundo, o custo em vidas humanas foi sempre elevado.

  2. Markut disse:

    Seria interessante conhecer o histórico das várias ampliações que o canal teve e suas razões econômicas e políticas. Alguem saberia informar?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *