Início » Internacional » França fornecerá armas para curdos no Iraque
Iraque

França fornecerá armas para curdos no Iraque

Com a medida, a França se une aos Estados Unidos na tentativa de conter o avanço dos jihadistas, que já ocupam o norte e o oeste do território iraquiano

França fornecerá armas para curdos no Iraque
Desde o início da ofensiva do Estado Islâmico, em junho, milhares de pessoas foram mortas e mais de 1,5 milhão foram deslocadas pela violência (Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O gabinete do presidente François Hollande informou nesta quarta-feira, 13, que fornecerá armas às forças curdas que lutam contra jihadistas do Estado Islâmico no Iraque. Com essa medida, a França se une aos Estados Unidos na tentativa de conter o avanço de extremistas, que já ocupam o norte e o oeste do território iraquiano, enquanto Grã-Bretanha e Austrália planejam oferecer ajuda humanitária e militar ao país.

“Para atender às necessidades urgentes expressas pelas autoridades regionais curdas, o chefe de Estado decidiu, em articulação com Bagdá, enviar armas nas próximas horas”, disse o gabinete de Hollande em um comunicado.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, vai assumir o comando direto da resposta do governo britânico à crise iraquiana. Cameron antecipou o fim de suas férias após se tornar alvo de críticas ao ser fotografado em uma praia portuguesa, enquanto tripulações britânicas voavam em missões perigosas para lançar suprimentos humanitários a milhares de yazidis sitiados no Monte Sinjar, no norte do Iraque.

O primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott, abriu a possibilidade de enviar uma força de combate para o Iraque, além de aviões de transporte militar. David Johnston, ministro da defesa do país, porém, ressaltou que os militares só haviam se comprometido com o envio de dois aviões de transporte C-130 Hercules para a ajuda humanitária.

Milhares de membros do grupo minoritário religioso Yazidi continuam ilhados nas montanhas nos arredores da cidade de Sinjar, capturadas por extremistas do Estado Islâmico no início deste mês. Os radicais islâmicos consideram os yazidis apóstatas e prometeram matar todos aqueles que não se converterem. A situação dos yazidis levou a um esforço de ajuda, com aviões iraquianos e americanos lançando dezenas de caixas de comida e água nas montanhas de Sinjar.

Desde o início da ofensiva do Estado Islâmico, em junho, milhares de pessoas foram mortas e mais de 1,5 milhão foram deslocadas pela violência.

Fontes:
O Globo-França enviará armas aos curdos para combater jihadistas no Iraque

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Adriano Salastriba disse:

    É sempre assim, uns vendem armas para um lado, outros vendem para o lado adversário; e os miseráveis seguem se matando.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *