Início » Internacional » Frente Nacional está em ascensão no cenário político francês
Extrema-direita

Frente Nacional está em ascensão no cenário político francês

Os principais partidos da França precisam se unir para conter o avanço da ultradireitista Frente Nacional

Frente Nacional está em ascensão no cenário político francês
Marine Le Pen dissimulou grande parte de sua ideologia neofascista, do preconceito racial e do antissemitismo (Reprodução/Getty Images)

Houve um alívio geral na França em 22 de março depois que a ultradireitista Frente Nacional (FN) não obteve o maior número de votos no primeiro turno das eleições departamentais. A coalizão de centro-direita formada pelos centristas da União de Democratas Independentes (UDI) e os conservadores da União por um Movimento Popular (UMP), partido liderado pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy, conquistou a primeira posição. O partido populista e de extrema-direita de Marine Le Pen ficou em segundo lugar.

O resultado das eleições mostra a ascensão do partido de Marine Le Pen no cenário político da França, apesar do resultado abaixo das expectativas da líder da FN. A maioria das pesquisas de opinião previra a conquista de pelo menos 30% de votos, mais do que os 25% de votos obtidos nas eleições do Parlamento Europeu em 2014. Em sua campanha política, Marine enfatizara o desapontamento dos franceses com os principais políticos do país, a preocupação com a alta taxa de desemprego e a economia estagnada. Marine apresentou-se como a candidata que defenderia os interesses dos menos favorecidos contra um sistema elitista e inoperante.

Em sua opinião, as eleições departamentais confirmariam que a Frente Nacional era “o principal partido da França”. Suas previsões de sucesso eleitoral não se realizaram, mas, ainda assim, os políticos discutem abertamente a possibilidade de Marine Le Pen chegar ao segundo turno nas eleições presidenciais de 2017 e, talvez, vencê-la.

Marine Le Pen tem mais carisma político do que o pai, Jean-Marie Le Pen, o líder da Frente Nacional de 1972 a 2011. Com o objetivo de apresentar um partido com posições mais moderadas, ela dissimulou grande parte de sua ideologia neofascista, do preconceito racial e do antissemitismo. A transformação da imagem da Frente Nacional é surpreendente; mesmo entre os jovens o apoio ao partido não é mais um tabu. Na verdade, votar na FN é de certa forma uma escolha política respeitável.

Porém esse fato é extremamente preocupante. Apesar da imagem mais moderada, a Frente Nacional é um partido de extrema-direita. É um feroz opositor à imigração. O antissemitismo declarado suavizou-se, mas a xenofobia continua a atacar o islamismo. A presidência de Marine Le Pen, embora pouco provável, seria uma catástrofe para a França, a Europa e o mundo. Essa é uma mensagem que os principais políticos franceses não repetem com a frequência que deveriam.

Fontes:
Economist-The resistible rise of Marine Le Pen

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *