Início » Internacional » Furacão provoca destruição no Haiti e pode atingir os EUA
'MATTHEW'

Furacão provoca destruição no Haiti e pode atingir os EUA

Governador da Flórida, Rick Scott, declarou estado de emergência e afirmou que a região deve se preparar para o pior

Furacão provoca destruição no Haiti e pode atingir os EUA
Inundação na capital do Haiti após a passagem do furacão Matthew (Fonte: Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após atingir o Haiti com ventos de 230 km/h e atravessar Cuba nesta terça-feira, 4, o furacão Matthew deve chegar aos EUA nesta quinta-feira, 6, caso não mude de direção. O governador da Flórida, Rick Scott, declarou estado de emergência e afirmou que a região deve se preparar para o pior.

O Matthew foi o furacão mais forte a atingir o Haiti em mais de 50 anos, provocando muita destruição. A cidade de Les Anglais está inundada, com árvores caídas para todos os lados. Em entrevista à agência de notícias Reuters, a adjunta do presidente da Câmara, Marie Claudette Regis Delerme, afirmou que “a situação é catastrófica” e que “é muito difícil a circulação. O vento danificou muitas casas e arrancou os telhados”.

Pelo menos cinco pessoas morreram por causa da passagem do furacão no Haiti. Há também registro de outras quatro mortes na República Dominicana. Mais de nove mil pessoas tiveram que deixar suas casas no Haiti, mas muitas outras se recusaram a sair por medo de assaltos. Milhares de pessoas ainda vivem em tendas e barracas no Haiti desde o terremoto de 2010, que deixou mais de 220 mil mortos.

Em comunicado, o representante da Unicef no Haiti, Marc Vincent, afirmou que “é a pior tempestade que atinge o Haiti em várias décadas e os danos serão, sem dúvida, significativos”. A organização teme pelo destino de “mais de quatro milhões de crianças” que estarão expostas às consequências do furacão. O receio agora é de que a epidemia de cólera, reintroduzida no país após o terremoto de 2010, possa se agravar. Apenas neste ano foram detectados 27 mil casos suspeitos da doença no país.

A expectativa dos meteorologistas era de que a passagem do furacão Matthew pelo Haiti e por Cuba pudesse enfraquecê-lo, mas ele continua sendo considerado perigoso e com possibilidade de ventos superiores a 170 km/h.

O governador da Flórida ressaltou que o “Matthew é um furacão de categoria 4 que pode por vidas em risco e devemos levá-lo a sério. Se atingir diretamente a Flórida, poderá haver um nível de destruição como não temos visto desde que o Andrew destruiu o condado de Miami-Dade em 1992. É por isso que não podemos atrasar as coisas e temos que nos preparar para um impacto direto agora”.

Fontes:
Diário de Notícias - 'Matthew' deixa caos no Haiti e Florida prepara-se para o pior

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *