Início » Vida » Comportamento » Gêmeos decidem morrer após descobrirem que ficariam cegos
eutanásia

Gêmeos decidem morrer após descobrirem que ficariam cegos

Dois gêmeos surdos de nascença optaram pela eutanásia por não suportar a ideia de que jamais iriam se ver novamente

Gêmeos decidem morrer após descobrirem que ficariam cegos
Irmãos belgas trabalhavam como sapateiros e dividiam um apartamento (Reprodução/RTL)

Dois gêmeos idênticos belgas que nasceram surdos pediram para serem eutanasiados por médicos após descobrirem que ficariam cegos em breve.

Em um caso único sob as leis de eutanásia da Bélgica, os gêmeos, de 45 anos, moradores da cidade de Antuérpia, escolheram a morte por não suportarem a ideia de que nunca mais iriam se ver novamente.

Leia também: Quatro mitos sobre o suicídio assistido
Leia também:Suicídio assistido: de tabu a tendência

O procedimento foi feito através de uma injeção letal ministrada por médicos do Hospital Universitário de Bruxelas, no dia 14 de dezembro do ano passado.

A eutanásia é um procedimento legal pelas leis do país. Aqueles que optarem pela eutanásia, no entanto, devem expressar o desejo de forma clara e estar sentindo dores insuportáveis.

A lei da Bélgica difere da lei da Suíça, famosa por sua clínica Dignitas, onde apenas o suicídio assistido é permitido. Ou seja, na Suíça o paciente deve desempenhar um papel ativo na administração da droga que terminará sua vida. Em 2011, foram registrados 1.133 casos de eutanásia na Bélgica, a maioria em razão de câncer terminal. De acordo com dados oficiais, o número representa um por cento das mortes do país no ano.

O incomum neste caso atual é que nenhum dos dois gêmeos sofria de doença terminal ou dor extrema. Os nomes dos irmãos foram mantidos em sigilo, mas suas fotos ganharam os noticiários. Segundo o jornal The Telegraph, eles trabalhavam como sapateiros e dividiam um apartamento.

Segundo país do mundo a legalizar a eutanálisa

David Dufour, médico que realizou o procedimento, disse que os gêmeos tomaram a decisão em plena consciência e estavam felizes com a ideia que, para eles, era o fim de seu sofrimento. “Eles tomaram uma xícara de café no corredor e conversaram bastante. Depois se despediram de forma serena de seus familiares. Nos instantes finais, fizeram um pequeno aceno de mão e se foram”, diz Dufour.

Em 2002, a Bélgica se tornou o segundo país do mundo, depois da Holanda, a legalizar a eutanásia. Atualmente o procedimento é restrito apenas a pessoas com mais de 18 anos. Outros lugares em que o procedimento é permitido são Luxemburgo e o estado norte-americano do Oregon.

Poucos dias após a morte dos gêmeos, grupos socialistas da Bélgica redigiram um projeto de lei que prevê que o direito à eutanásia deve ser estendido a crianças e pacientes que sofram de Alzheimer.

Fontes:
Daily Mail-Deaf twins who discovered they were going blind and would never see each other again are euthanized in Belgian hospital

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. bruno disse:

    daqui a pouco qualquer doença vai ser motivo de eutanásia …..

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *