Início » Internacional » George Soros é o novo inimigo público de governos ao redor do globo
UM CONTRA TODOS

George Soros é o novo inimigo público de governos ao redor do globo

Um movimento massivo para denunciar as atividades de George Soros explode nos Estados Unidos, no Leste Europeu e na Europa Central

George Soros é o novo inimigo público de governos ao redor do globo
A interferência das organizações financiadas por Soros na política local deixou suas marcas (Foto: Wikimedia)

No livro Masquerade ambientado na cidade de Budapeste ocupada pelos nazistas, Tivadar Soros descreveu como obtinha carteiras de identidade falsas para judeus, entre eles George, seu filho de 14 anos, com o risco de ser preso ou assassinado pelos alemães.  “Mas sem riscos não existe vida”, escreveu.

A atração pelo risco fez de George Soros, um húngaro naturalizado americano, um dos maiores investidores do mundo, mas sua filantropia e apoio a causas políticas progressistas e liberais atraíram inimigos. Nos últimos meses, os antigos ressentimentos voltaram à tona, tanto nos EUA quanto no exterior. Alguns senadores republicanos escreveram cartas para o secretário de Estado, Rex Tillerson, e para o diretor da Auditoria-Geral dos EUA pedindo uma investigação sobre o papel da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) na Macedônia, especificamente quanto à sua ajuda à Open Society Foundations (OSF) de Soros.

Soros apoiou a transição democrática dos países da antiga União Soviética e da Europa Central na década de 1980. Mas o clima de hostilidade recente mostrou que a interferência das organizações financiadas por Soros na política local deixou suas marcas. Na Macedônia, em meio a acusações de corrupção e de fraude eleitoral, o movimento Stop Operation Soros – SOS acusou as ONGs financiadas por Soros de intervir na política macedônia. O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, criticou seu “império transnacional” e o parlamento húngaro aprovou uma lei visando encerrar as atividades da Universidade Centro-Europeia fundada por Soros em 1991.

George Soros é uma personalidade controversa nos negócios. Grande parte de sua fortuna provém da especulação cambial. Em 1992, ficou conhecido como “O Homem que Quebrou o Banco da Inglaterra” por causa da venda a descoberto de US$10 bilhões em libras esterlinas, o que lhe gerou um lucro de US$1 bilhão em apenas um dia. Soros foi condenado pela Justiça francesa, em 1988, por efetuar transações com base em informações privilegiadas.

Porém Michael Vachon, seu assessor de imprensa, afirma que Soros não obtém nenhum benefício pessoal com a defesa, por exemplo, dos direitos dos ciganos ou da abolição da pena de morte. Na política, diz Vachon, ao contrário de muitos grandes doadores, ele “está sempre fazendo lobby por um propósito público, nunca por lucro privado”.Ele sobreviveu aos nazistas”, acrescentou Vachon em uma referência à situação atual de Soros, “e tem uma visão de longo prazo”. Ou seja, vencerá mais essa batalha.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *