Início » Internacional » Governador declara emergência em Charlotte após mais confrontos
CAROLINA DO NORTE

Governador declara emergência em Charlotte após mais confrontos

Manifestantes protestam contra a morte de um homem negro por um policial na última terça

Governador declara emergência em Charlotte após mais confrontos
Manifestantes e policiais entraram novamente em confronto em Charlotte nesta madrugada (Fonte: Reprodução/AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após mais uma noite de confrontos entre policiais e manifestantes por conta de outro episódio de violência policial, desta vez na cidade de Charlotte, o governador da Carolina do Norte, Pat McCrory, decidiu declarar estado de emergência na madrugada desta quinta-feira, 22.

Leia também: Morte de mais um negro gera novos protestos nos EUA

Uma pessoa foi baleada durante os protestos desta quarta-feira, 21, outras ficaram feridas e houve também depredação na segunda noite de manifestações contra a morte de Keith Lamont Scott, um homem negro de 43 anos. Scott foi morto por um policial, também negro.

Em seu perfil no Twitter, o governador Pat McCrory disse que declarou “estado de emergência” e iniciou “esforços para enviar a Guarda Nacional e a Patrulha Rodoviária para ajudar na aplicação da lei em Charlotte”.

O chefe da polícia local informou que a pessoa baleada durante os protestos morreu. O nome da vítima não foi divulgado e também não foi confirmado se ela participava do protesto e nem de onde partiu o disparo. Já a prefeitura de Charlotte informou que a pessoa baleada não morreu, mas que está em estado grave.

Na noite desta quarta, policiais foram cercados e tiveram que se refugiar em um hotel. Depois dispararam gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes.

De acordo com as autoridades, Keith Lamont Scott estava armado quando foi morto na última terça-feira, 20. A família da vítima diz, no entanto, que ele não tinha arma e que segurava apenas um livro enquanto esperava seu filho sair da escola.

Fontes:
G1 - Governador da Carolina do Norte declara emergência em Charlotte

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *