Início » Internacional » Governo chinês tenta bloquear sites estrangeiros
Ataques Cibernéticos

Governo chinês tenta bloquear sites estrangeiros

Série de ataques na internet indicam que a China quer impedir o acesso dos usuários chineses às cópias dos sites bloqueados

Governo chinês tenta bloquear sites estrangeiros
O Grande Firewall é uma barreira defensiva destinada a bloquear o conteúdo estrangeiro da internet censurado pelas autoridades chinesas (Reprodução/Internet)

Em 26 de março o site americano GitHub, dedicado a  programadores e ao desenvolvimento de softwares, começou a sofrer uma série de ataques de negação de serviço, um dos piores ataques cibernéticos da história da empresa, de acordo com seus administradores. Segundo indícios, a ferramenta usada foi a poderosa rede do Grande Firewall, a infraestrutura do governo chinês, que monitora o tráfego da internet no país. O aparente objetivo do ataque, por sua vez, seria de convencer o GitHub a remover de suas páginas conteúdos que as autoridades chinesas desaprovam, entre os quais a edição do New York Times em chinês. É pouco provável que a identidade dos hackers seja descoberta. Mas as regras da comunicação online com a China ficaram seriamente abaladas.

Como seu nome sugere, o Grande Firewall é uma barreira defensiva destinada a bloquear o conteúdo estrangeiro da internet censurado pelas autoridades chinesas. Até então os usuários de internet fora da China haviam sido pouco afetados. Porém em 17 de março, como afirmam os analistas de segurança, o firewall começou a ser usado por hackers não identificados para interceptar o tráfego da internet e redirecioná-lo para os sites criados pelo Greatfire.org, um grupo ativista que oferece aos usuários chineses acesso a conteúdos em geral bloqueados pelo governo (inclusive a edição em chinês do New York Times). O ataque ao GitHub seguiu o mesmo padrão. Ambos os ataques interceptaram o tráfego estrangeiro da internet destinado ao Baidu, o maior mecanismo de busca da China, e o redirecionaram para os sites americanos. (Os responsáveis pelo Baidu negaram qualquer participação nos ataques e afirmaram que estavam “determinados” a evitá-los no futuro.)

O objetivo imediato desses ataques é de bloquear o site alvo, impedindo o acesso dos usuários chineses às cópias dos sites bloqueados, pelo menos até serem criadas novas cópias. No longo prazo, podem desestimular as empresas de internet estrangeiras a hospedar esses “espelhos”. O serviço de nuvem da Amazon, por exemplo, hospeda os sites do Greatfire.org que foram atacados. Em 27 de março, os administradores do GitHub disseram que a intenção dos ataques fora  de“convencê-los a excluir uma categoria específica de conteúdo”.

 

Fontes:
Economist-Great walls of fire

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *