Início » Internacional » Grave seca faz a Coreia do Norte sofrer com escassez
FALTA DE ALIMENTOS

Grave seca faz a Coreia do Norte sofrer com escassez

Pior seca em 16 anos na Coreia do Norte afeta colheitas de primeira necessidade e leva o país a recorrer à importação de alimentos

Grave seca faz a Coreia do Norte sofrer com escassez
Segundo a FAO, crianças e os idosos correm maior risco de desnutrição e morte (Foto: NK News)

A Coreia do Norte está enfrentando uma grave escassez de alimentos em decorrência da pior seca registrada no país desde 2001 e precisará recorrer à importação para garantir o abastecimento. O alerta foi dado em um relatório divulgado esta semana pela FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação).

Segundo o relatório, o baixo volume de chuvas no país entre os meses de abril e junho tem afetado as colheitas de primeira necessidade, como arroz, milho, batata e soja, prejudicando a principal safra de 2017.

Além da seca, a produção de alimentos também foi afetada por enchentes no país, que destruíram plantações, casas e aldeias inteiras. A FAO estima que a produção da safra inicial do país despencou 30% em relação a 2016 e que a situação tende a piorar.

Outro fator que agrava a situação é o fato de a ajuda humanitária à Coreia do Norte ter sido reduzida drasticamente nos últimos anos por conta das sanções impostas ao país em retaliação a seu programa nuclear.

Dessa forma, o relatório aponta que o país precisará recorrer a importações de alimentos durante os próximos três meses para garantir o abastecimento dos seus 25 milhões de habitantes. Segundo a FAO, crianças e os idosos são os que correm maior risco de desnutrição e morte e por isso são os mais vulneráveis à fome.

Vincent Martin, representante da FAO na China e na Coreia do Norte, afirmou que havia a expectativa que a seca provocasse um forte impacto na produção de alimentos. “Intervenções imediatas são necessárias. É fundamental agora que os agricultores recebam assistência agrícola adequada e oportuna incluindo equipamento de irrigação”, disse Martin em um comunicado.

A Coreia do Norte conta com a ajuda internacional para garantir o abastecimento de sua população desde a década de 1990, quando o país sofreu com uma fome devastadora que matou centenas de milhares. No entanto, o apoio internacional vem caindo bastante nos últimos anos.

Fontes:
BBC-Isolada, Coreia do Norte enfrenta pior seca da década - e crianças são as mais ameaçadas
Folha de S. Paulo-Coreia do Norte tem pior seca em 16 anos e precisará importar comida

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *