Início » Internacional » Hackers e rede corporativa
Ataque de hackers

Hackers e rede corporativa

Os países precisam controlar a segurança cibernética corporativa com mais rigor, mas devem reagir a violações com precaução

Hackers e rede corporativa
As empresas e os governos estão enfrentando questões preocupantes (Reprodução/Dave Simonds)

Os ataques cibernéticos nas últimas semanas começaram a soar como um roteiro de filme. Um adversário desconhecido destruiu um alto-forno alemão ao interferir na rede de computadores que o controlavam. Um ataque dos “Guardiões da Paz” na Sony Pictures invadiu seus computadores, saqueou sua propriedade intelectual e humilhou os executivos com a divulgação de seus e-mails particulares. Mas esses ciberataques são reais e a realidade é bem mais complexa do que a ficção.

As empresas e os governos estão enfrentando questões preocupantes. O Federal Bureau of Investigation logo culpou a Coreia do Norte pelo ataque à Sony, que produzira uma comédia sobre um plano de assassinar o líder norte-coreano. Barack Obama prometeu retaliar e desde então a conexão de Internet da Coreia do Norte saiu do ar duas vezes. Mas não existem provas conclusivas com relação à autoria do ataque. Muitos especialistas em segurança da informação acham que é mais provável que os culpados sejam funcionários descontentes, gângsteres ou hackers que gostam de fazer brincadeiras de mau gosto. Porém é inquietante pensar que a maior potência nuclear do mundo e o regime beligerante de Pyongyang, com constantes ameaças de guerra nuclear sejam confrontados por um grupo heterogêneo de ciberpiratas.

Fontes:
The Economist-Losing the plot

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *