Início » Internacional » Hackers provocam apagão na Ucrânia pela primeira vez
TERROR CIBERNÉTICO

Hackers provocam apagão na Ucrânia pela primeira vez

Especialista confirma que malware foi inserido na rede elétrica ucraniana, provocando apagões em algumas regiões durante o feriado de Natal

Hackers provocam apagão na Ucrânia pela primeira vez
De acordo com especialista, hackers inseriram malware nos sistemas de computador da rede elétrica ucraniana (Foto: Wikimedia)

Hackers provocaram uma queda de energia na Ucrânia durante o feriado de Natal, sinalizando uma nova escalada de ataques digitais sofisticados e potencialmente desastrosos, segundo investigadores.

“Este é o primeiro incidente sabido de um ataque que provocou um apagão”, disse John Hultquist, chefe da empresa americana de inteligência cibernética iSight Partners. “Este sempre foi o cenário que mais nos preocupou porque existem amplas ramificações para todos os setores.”

Metade das casas em Ivano-Frankivsk, uma região da Ucrânia, ficou sem energia elétrica por várias horas em 23 de dezembro, de acordo com um relatório local que atribuiu o blecaute a um vírus inserido em subestações elétricas que se desconectaram da grade. Pesquisadores da iSight dissram na segunda-feira, 5,  que a análise de malware nos sistemas de pelo menos três operadores elétricos regionais confirmou que um ciberataque “destrutivo” levou à queda da energia.

Apagões podem gerar efeitos em cascata que deixam comunidades inteiras sem transporte ou comunicação, segundo especialistas em segurança. Neste caso, os agressores usaram um tipo de malware que apagou arquivos de sistemas de computador da rede elétrica, resultando no apagão.

Segundo Hultquist, pelo menos um dos sistemas de energia também foi infectado com um tipo de malware conhecido como BlackEnergy, que permite que os hackers controlem o sistema. Uma combinação semelhante foi usada contra alguns meios de comunicação ucranianos durante as eleições do ano passado, acrescentou.

Fontes:
The Washington Post - Hackers caused a blackout for the first time, researchers say

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *