Início » Internacional » Homenagens marcam os 100 anos do massacre armênio de 1915
1,5 milhão de mortos

Homenagens marcam os 100 anos do massacre armênio de 1915

Cerimônias na Armênia e em vários países do mundo lembram os 1,5 milhão de armênios acusados de traição e executados por turcos otomanos em 1915

Homenagens marcam os 100 anos do massacre armênio de 1915
A Armênia luta para que a comunidade internacional reconheça o massacre como genocídio (Reprodução/Internet)

Cerimônias na Armênia e em vários países do mundo marcaram nesta sexta-feira, 24, os 100 anos do massacre ocorrido em 1915, quando 1,5 milhão de armênios foram mortos por turcos otomanos que lutavam na Primeira Guerra Mundial.

Na época, os turcos lutavam ao lado dos alemães contra a Tríplice Entente, formada por Inglaterra, França e Rússia. Em 24 de abril de 1915, em meio às comemorações de Páscoa, foram presos cerca de 600 intelectuais, políticos e religiosos armênios que viviam em Constantinopla, antiga capital do Império Otomano, e atual Istambul. Os detidos foram acusados de conspiração e traição e executados. Segundo os turcos, eles apoiavam as tropas inimigas.

A ação desencadeou um dos piores massacres da história e quase extinguiu a população turca. As vítimas, em sua maioria, eram civis deportados para regiões desérticas onde morreram de sede ou de fome. Outros milhares foram executados por fuzilamento ou enforcados em praça pública.

A Armênia luta para que a comunidade internacional reconheça o massacre como genocídio. Mais de 20 países, incluindo França, Alemanha, Canadá e Rússia, reconhecem o episódio como genocídio, mas a Turquia se nega a adotar o termo. Segundo o governo turco, o número de mortes foi bem menor do que o anunciado pela Armênia e todas decorrentes de conflitos da Primeira Guerra, onde turcos também foram mortos.

Nesta sexta-feira, após uma cerimônia na capital armênia Yerevan, o presidente da Armênia agradeceu as homenagens. “Sou grato por todos aqueles que mais uma vez estão aqui para confirmar seu comprometimento com os valores humanos. Nada foi esquecido. Após 100 anos, ainda lembramos”.

Fontes:
BBC-Armenia marks centenary of mass killings by Ottoman Turks
Guia do estudante-Genocídio armênio

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *