Início » Internacional » Hu Jintao deixa o cargo de líder do Partido Comunista
Poder na China

Hu Jintao deixa o cargo de líder do Partido Comunista

País encerra na quinta-feira o Congresso do Partido Comunista, que marca a troca de poder no país

Hu Jintao deixa o cargo de líder do Partido Comunista
Hu discursa na abertura do 18º Congresso do Partido Comunista (Reprodução/Veja)

O presidente da China Hu Jintao renunciou nesta quarta-feira, 14, ao cargo de líder do Partido Comunista Chinês, e abriu caminho para seu vice, Xi Jinping, assumir o posto, conforme dita o protocolo do Congresso do PCC, que termina nesta quinta-feira, 15. Hu pediu aos comunistas que sejam exemplares, depois que escândalos sobre corrupção mancharam a imagem do partido. “Devemos ter claros em nossa mente nossos deveres sagrados”, declarou ele.

Leia mais: O que esperar da transição política na China
Leia mais: As famílias que mandam na China

Os delegados do PCC responsáveis pela escolha dos novos membros do alto escalão chinês também reuniram-se a portas fechadas no Salão do Povo, em Pequim, e elegeram o novo Comitê Central, uma espécie de conselho de governo composto por cerca de 200 membros e 170 suplentes, que não têm direito a voto. Segundo a Xinhua, agência de notícias estatal, Xi Jinping e o atual vice-primeiro-ministro Li Keqiang, cotado para assumir o posto do premier na quinta-feira, foram eleitos para o Comitê, que decidirá ainda os membros do Politburo e do Comitê Permanente do Politburo.

O ex-presidente declarou, em seu discurso final, que o Congresso se aproxima de uma “conclusão vitoriosa”. “O Congresso elegeu um novo Comitê Central do partido e substituiu líderes mais velhos por outros mais jovens”, revelou. “Estamos convencidos de que todas as decisões e planos adotados e outros feitos alcançados no Congresso são de uma importância histórica de largo alcance e terão um papel importante para guiar o desenvolvimento completo da grande causa do socialismo com características chinesas”.

Xi, que deve assumir o cargo em março de 2013, e Li, que será nomeado durante a sessão anual do Parlamento, terão diversas situações para contornar durante seus governos. O país, o mais povoado do mundo e a segunda economia mundial, passa por situações delicadas envolvendo corrupção, a relação com seus vizinhos continentais e uma iminente necessidade de reformas políticas e econômicas que permitam que a China continue a crescer em ritmo forte e responda aos crescentes protestos de sua população inquieta.

Fontes:
O Globo-Hu Jintao renuncia ao cargo de líder do Partido Comunista Chinês

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *